Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em quase 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

domingo, 31 de janeiro de 2016

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE FEVEREIRO DE 2016







Se a irmã pertence ao Ministério e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org

O Calendário não substitui o encontro semanal dos Grupos de Mães Unidas em Oração.

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

TESTEMUNHO DE FERN NICHOLS

Gostaria de dizer-lhes como Deus marcou a minha vida através da oração. Certa ocasião, ao ser convidada para falar à um retiro espiritual de senhoras, fui obrigada a fazer uma avaliação séria da minha própria vida de oração. Ouvir algumas fitas de estudos bíblicos sobre oração, do Pastor Ron Dunn e a leitura de livros inspirativos, me ajudaram muito. Contudo, meu coração me dizia que nenhuma dessas preciosidades substituiria o tempo de oração que eu deveria passar aos pés do Senhor.

Na verdade, minhas orações eram feitas sempre "na correria". Mesmo as orações mais íntimas, pareciam flechas atiradas ao acaso. Deus, na sua graça e misericórdia, revelou-me que as minhas prioridades não estavam de acordo com as d'Ele.

Eu andava extremamente ocupada, negligenciando a melhor parte: Estar aos pés do Senhor!

Eu creio que Satanás nos faz pensar que, ser espiritual, significa ser produtivos. Ele não quer que cruzemos a linha invisível que nos leva diretamente à área de incidência do poder da oração intercessora. Agora, se o inimigo conseguir nos convencer de que o realizar grandes coisas para Deus, equivale ao mesmo que cruzar esta linha, então obteremos poucas bênçãos para nossas famílias, comunidades, escolas e nação. Por outro lado, se cruzarmos a linha com determinação e firmeza, Deus moverá os céus e a terra para responder as nossas orações.

Colheremos vitória, após vitória, e o inimigo será o grande derrotado. Satanás detesta ver alguém de joelhos, simplesmente porque não pode neutralizar o poder da oração.

A propósito, com respeito à oração, quero compartilhar o que peço ao Senhor e o que desejo que Ele realize em minha vida. A seguinte lista inclui alguns dos meus pedidos específicos:

Que eu seja uma mulher de oração.
Que o Senhor me conceda uma visão ampla, à respeito do poder da oração.
Que eu seja uma intercessora fiel.
Que Deus me ajude a orar com autoridade.
Que eu mantenha, sempre, o hábito saudável de orar com outras pessoas.
Que eu aprenda a orar recitando a Palavra de Deus.
Que eu ore, realmente, sem cessar.
Que eu possa compartilhar com outros, o que Deus tem me ensinado através da oração.

Agora, se você está sentindo o Espírito Santo falando ao seu coração, depois de ler a lista acima, pare um instante e ouça a voz do Senhor. O ministério da oração é um dos mais sublimes na vida da mulher cristã. A Bíblia diz que Jesus está "assentado à direita de Deus intercedendo por nos.” (Romanos 8:34)

(Extraído do Livro: Todo filho precisa de uma mãe que ora/ Fern Nichols)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org





quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

DO JEITO DE DEUS!

Muitas vezes passamos por tantas lutas e ficamos tão ansiosas, e "tentamos solucionar tudo do nosso jeito". Com isso ficamos frustradas com a vida, com nós mesmos e com Deus. Perdemos nossa alegria e só depois de muitas dores é que finalmente lembramo-nos do quanto Deus é tudo na nossa vida.

Mas por que somos tão "lentas" em aprender a lição da oração, se Deus promete nos recompensar quando O buscamos? 

Talvez seja porque nós achamos que para orarmos, devemos ter uma vida mais reta, mais obediente e com menos falhas. Quando na verdade, a oração é justamente para aqueles que precisam de Deus e sabem que sem Ele estão completamente perdidos na vida!

Se você estiver vivendo situações impossíveis, saiba que Deus tem o melhor para você, pra vida de seu filho, mas para isso você deve crer e confiar que o que Ele faz é sempre bom e que a Sua misericórdia dura para sempre!

(Jane Esther de Paula Rosa)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


sábado, 23 de janeiro de 2016

MÃE, NÃO DESISTA DE ORAR, CHORAR, GEMER, POR SEUS FILHOS, DEUS ESTÁ À SUA PROCURA!

O poder da mãe que ora pelo filho!

Pode haver um presente melhor para uma mãe do que a salvação de seus filhos?

Ser mãe é ser líder, pois ninguém influencia mais do que uma mãe. A mãe carrega no coração, no ventre, nos braços, nos sonhos, nas orações… Nenhuma outra força na vida do filho é tão poderosa e influente como a mãe.

Muitos homens famosos foram influenciados por suas mães. A mãe de George Washington era uma mulher cristã piedosa, com profundo senso único. Seu filho foi o primeiro e um dos melhores presidentes dos EUA.

Deus está procurando mães que encontrem tempo para orar pelos filhos. A pressa é um distintivo da nossa geração, não temos tempo, corremos o dia todo, vivemos sob o peso do estresse. Os pais não têm tempo para os filhos, a família deixou de ser prioridade, e por isso precisamos nos levantar em favor de nossos filhos e de nossa família.

Precisamos de mães que passem tempo orando, que falem de Deus para seus filhos e dos filhos para Deus.

Precisamos de mães que derramem o coração diante de Deus em fervente oração. Mães que passam mais tempo no altar da intercessão.

Se você tem tempo de ir ao salão, ao shopping, à academia, você também tem tempo para orar.

A maior influência que uma mãe pode exercer na vida dos filhos é por meio da oração. Temos que priorizar, organizar nossa vida a favor disso.

Veja exemplos de algumas mães de oração:

Suzana Wesley tinha 19 filhos e nunca abriu mão de orar uma hora por eles. Esse tempo era sagrado e seus filhos não ousavam interrompê-la, porque sabiam que ela estava no quarto derramando sua alma diante de Deus em favor de cada um deles. Essa mulher piedosa levou ao mundo um dos maiores avivalistas do século XVIII, John Wesley, e um dos mais consagrados músicos evangélicos, Carlos Wesley.

Precisamos de mães que mesmo na agitação desse mundo tenham tempo para buscar a Deus em favor dos seus filhos.

Começar é fácil, difícil é perseverar. Muitos falam e pregam sobre oração, mas poucos oram de verdade.

Talvez você já tenha sido uma firme mulher de oração, que jejuava, intercedia, reparadora de brecha e hoje se encontra fraca.

Outra mãe intercessora foi Mônica, que orou cerca de 40 anos pela conversão de seu filho Agostinho. Ele era um jovem devasso e completamente resistente ao evangelho, mas ela jamais desistiu de esperar por um milagre de Deus na vida de seu filho. Noite e dia ela clamava a Deus pela conversão de Agostinho, foram 40 anos de luta, choro de oração, mas um filho de muitas lágrimas não poderia se perder. Agostinho foi o maior expoente da Igreja entre o período dos apóstolos e reformadores. Maior teólogo que a Igreja já produziu depois do apóstolo Paulo e foi fonte de inspiração para Lutero e Calvino.

Na família de Tim Cimbala, pastor em Nova York, sua filha primogênita estava se tornando resistente ao evangelho e começou a viver uma vida de rebeldia, mundanismo e pecado. Não demorou muito até se rebelar contra os pais e sair de casa. Seus pais choraram, sofreram e começaram a definhar a ponto de os amigos lhes dizerem para desistirem de procurá-la. Contudo, numa celebração de vigília, uma irmã interrompeu e disse que deveriam chamar por sua filha e todos deram as mãos e oraram. Ali se tornou uma “sala de parto” onde as dores e os gemidos eram expressos diante de Deus. Quando o pastor voltou para a casa ele disse à sua esposa: “Nossa filha já foi liberta hoje”. E ela voltou para casa liberta e sarada.

Não desista de orar, chorar, gemer, por seus filhos, Deus está à procura dessas mães, Deus está a sua procura, mãe!

(Adaptado por Jane Esther de Paula Rosa)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org


ENSINANDO SEUS FILHOS A ORAR

Ensinar os filhos a orar é um dos mais importantes legados espirituais que uma mãe cristã podem deixar para seus filhos. Com a instrução e o exemplo dos pais as crianças e os adolescentes podem aprender que Deus quer comunicar-se com eles, que o Senhor atende suas orações e que há poder na oração. Desde a tenra idade ensiná-los a orar alimentará a vida espiritual de seus filhos e lhes ajudarão a formar uma sólida relação com Cristo.

Nunca é cedo demais para ensinar as crianças a orar. Nunca é tarde demais ensinar seus filhos adolescentes a orar. Mesmo antes de a criança poder falar, ter tempo para abraçá-los, abençoá-los e orar por eles é importante.

Se doentes não hesite em impor as mãos e orar pela saúde de seus filhos (Tiago 5:14-15) .

Quando seus filhos são pequenos, oriente-os com frases simples que eles podem repetir. Seja claro, objetivo e compreensível, assim levará as crianças à oração estimulando-os a praticar esse hábito. Se possível, dedique um tempo para investigar e orar pelos pedidos de seus filhos. Orar por seus pedidos juntamente com eles, incentivá-los-á a expressar seus desejos a Deus através da oração. Lembre-se de Provérbios 22:06: "Ensina a criança no caminho e quando ele for velho, não se desviará dele . "

Use a Bíblia para ensinar a seus filhos que Deus quer um relacionamento pessoal com eles. Leia com eles Marcos 10:13-16, onde Jesus teve tempo de abraçar, abençoar e orar pelas crianças. Diga aos seus filhos sobre como Deus se comunicava com Samuel quando ele era ainda uma criança ou como Josias tornou-se rei quando ele tinha apenas oito anos (1 Samuel 3 e 2 Reis 22:1). Seus filhos, através da Bíblia, devem saber que a idade não é um impedimento para Deus usá-los ou comunicar-se com eles. Explique que a oração é uma forma pessoal de se conectar com um Deus que os ama, escuta, entende e atende.

Esse mesmo Deus que cuida e ama a criança e o adolescente também tem o poder de responder às orações. Aumente a fé de seus filhos lendo as histórias da Bíblia que testemunham o poder da oração e da fé.

Partilhe com os seus filhos testemunhos como o de Ana que orou por um filho e Deus lhe concedeu, fale sobre o filho da viúva de Suném que levantou quando Eliseu orou ou quando cinco mil pessoas foram alimentadas quando Jesus orou para multiplicar os dois peixes e cinco pães (1 Samuel 1, 2 Reis 4:8-20, João 6:1-15 ).

Fale sobre Ester que orou e jejuou por uma nação. Ela agiu com sabedoria, coragem e abnegação (Ester 5).

Fale sobre Joquebede e toda a narrativa de Moisés (Êxodo 2)

Combine as histórias da Bíblia com testemunhos pessoais que Deus lhe atendeu respondendo às orações. Os testemunhos de orações respondidas ajudam seus filhos a crescer na fé e a motivá-los a apresentar suas necessidades ao Senhor com confiança em oração.

Se você deseja que seus filhos sejam pessoas que oram, seja você um exemplo de alguém que pratica a oração. Lembre-se de orar porque amamos a Deus e há um desejo genuíno de cultivar um relacionamento íntimo com Jesus.

É importante ressaltar que não oramos apenas para pedir algo a Deus, mas pelo desejo íntimo que temos de nos relacionar com Ele, assim na oração, além das nossas petições pessoais, temos a adoração, confissão, ações de graças, intercessões pelos outros etc.

Se você tem filhos adolescentes não é impossível ensiná-los o hábito de orar, procure ser mais presente na vida de seus filhos, é preciso tempo para um relacionamento, isso é importante também para com Deus.

Crie o hábito de orar junto com seus filhos antes de saírem de casa, antes das refeições, ao chegarem de uma viagem agradecendo a Deus...

Faça calendários de oração para compartilharem juntos os pedidos comuns e pessoais, ponha em um local visível (geladeira ou armário) para que vejam e se lembrem de orar todos os dias,e juntos apresentem a Deus seus objetivos de oração.

Procure compartilhar com seu filho sobre o dia na escola, as lutas e vitórias do dia a dia, os desafios e assim ao final da conversa convide seus filhos a apresentarem a Deus suas dificuldades e também expressar gratidão.

Esforça-te, não desista, se não conseguir convencer seu filho adolescente a orar nas primeiras tentativas, seja criativa, ore a Deus por seus filhos para que o Espírito Santo lhe ajude nesta tarefa de ajudar e ensinar seus filhos a orar.

Seja paciente e perseverante, não force, mas com amizade e carinho, aos poucos, vá convencendo e usando estratégias para estimulá-los ao hábito da oração, e como já foi dito anteriormente, seja você, mãe, um exemplo, se seus filhos não viam você orando, comece a praticar e demonstrar a seus filhos como é bom e importante falarmos diariamente com Deus.

Sugestões para estimular e ensinar seus filhos adolescentes a orar:

- Nos diálogos converse mais sobre oração;

- Procure saber se seus filhos sabem orar ou sentem dificuldades, se não conseguir fazer isso sozinho peça a ajuda de um líder de adolescente ou professor da classe bíblica de seu filho;

- Mantenha o hábito de sempre orar para sair de casa e sempre que chegarem de viagens, dos passeios, antes das refeições (até mesmo fora de casa) etc. Orarem quando houver enfermidades, problemas, desafios e também nas festividades, comemorações. Em nossa casa, em qualquer momento especial: aniversários, Natal, Ano novo, Dia das Mães, Dia dos pais, quando vamos viajar, ou quando chegamos de viagem, na hora do almoço, na hora do jantar, enfim, sempre antes de qualquer coisas fazemos uma oração de gratidão a Deus, mesmo diante de convidados não crentes, isso servirá como testemunho...

- Reflita sobre a possibilidade de fazer o culto doméstico em sua casa, uma prática importantíssima!

- Crie estratégias, métodos variados, para orar junto com seu filho, como calendários coletivos ou pessoais de oração, bilhetes diários para Deus, caixinha de pedidos para abri-la no final do ano, devocionais etc;

- Compre livros de linguagem acessível e bíblicos que falem sobre oração e estimule seus filhos a lerem (antes de presentear seu filho com um livro leia-o antes ou tenha referências confiáveis);

- Procure assistir filmes evangélicos... As mensagens mudando os valores espirituais deles.

- Sempre que forem orar compartilhem de fatos bíblicos que tratam da oração e como é eficaz;

- Converse com seus filhos sobre as respostas às orações, nem sempre recebemos um sim, explique porque compreender a vontade de Deus é importante, é preciso saber que nossos pedidos também devem ter motivações corretas e que devem estar de acordo com a vontade de Deus, não devemos pedir por coisas ou permissividades que são contrárias à Bíblia, explique com carinho e paciência sobre isso, principalmente para os adolescentes...

- Seja paciente, amorosa, perseverante e não desista de ensinar e estimular seus filhos a orar.

Que Deus a abençoe, mãe!
(Adaptado por Jane Esther de Paula Rosa) 

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org

 

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

CONSAGRADO AO SENHOR


"Passados os dias da purificação,segundo a lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para apresentá-lo ao Senhor". (Lc 2.22.)


"Eu consagro a ti, Senhor,
Minha vida, o que sou.
Os meus dias, meu coração,
Sejam para o teu louvor".

Na sua juventude, na era dos hippies, Wesley e a esposa eram cantores da noite. Compunham canções, viviam como os hippies, fazendo bijuterias peculiares, e eram viciados em álcool e drogas. Certo dia, a companheira lhe disse: “Você sabia que Jesus vai voltar? Eu ganhei uma Bíblia e me falaram que aqui está escrito isto.”

E começaram a ler o livro de Apocalipse. Após lerem várias vezes, sem conseguirem compreender o texto sagrado, um amigo, também hippie, lhes falou de um pastor que poderia explicar-lhes o que liam. E os dois foram àquela igreja. Não deu outra: Converteram-se ao Senhor e começaram a compor lindas canções para Jesus.

Certo dia, quando davam o testemunho numa Igreja Presbiteriana no Rio de Janeiro, um irmão já velhinho se levantou do seu lugar, pediu o microfone e relatou algo lindo. Após pedir-lhe que confirmasse o nome de sua mãe e se ele tinha uma irmã enfermeira, ele começou a contar: “Eu sou médico e atendi à sua mãe em seu parto, no seu nascimento. Sua irmã era minha enfermeira e disse-me que eu teria a honra de escolher o nome do bebê. Fui ao meu consultório para orar, pedindo a direção do Senhor, e sobre a minha mesa estava um livro sobre a vida de Wesley. O Senhor me disse que esse seria o seu nome. Então, voltei à sala de parto, tomei-o nos braços e consagrei a sua vida ao Senhor em oração. Você foi ali dedicado ao nosso Deus, apesar de sua família não conhecer o evangelho. E como me alegro em poder conhecê-lo e ver o poder da consagração de uma criança ao Senhor!” 
Foram momentos de choro e regozijo diante do Pai.

Vale a pena consagrar os filhos a Deus. Ele cuida das crianças e as recebe em seus braços.

Pai, entrego-te hoje a minha vida e o meu lar. Consagro a ti tudo o que sou, o que tenho e, tanto o presente quanto o futuro, coloco em tuas mãos. Amém.

(Sakura Monini)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

FILHOS E OS VÍCIOS...

Freqüentemente, recebemos e-mail, in box, telefones de mães cujos filhos são viciados em vários tipos de drogas, sendo que, 93% começaram a usar com os colegas...

Em muitos casos as mães tentam proteger os filhos das conseqüências de seu problema, tirando-o de confusões resultantes de seu consumo de drogas.

O aconselhável é interromper essas "operações resgate" e dar-lhe oportunidade para vivenciar integralmente as conseqüências danosas de seu comportamento, aumentando significativamente sua lista de motivos para mudar de comportamento.

Escolha o momento apropriado para conversar - organize-se para falar com seu filho pouco depois da ocorrência de algum problema.

Por exemplo, após uma briga familiar séria na qual o uso de álcool ou drogas tenha tido um papel importante, ou logo após um acidente ocorrido sob o efeito de drogas.

O momento certo é aquele no qual o efeito da substância já tenha passado, em que ambos estejam calmos e em que seja possível obter um certo grau de privacidade.

Seja específica - Diga claramente para seu filho que você está preocupada com seu consumo de drogas e que quer ajudá-lo a procurar atendimento especializado. Fundamente sua preocupação com exemplos de situações nas quais o uso da substância tenha causado problemas ao próprio usuário, a você ou a terceiros, incluindo o incidente mais recente.

Deixe claras as conseqüências de recusar-se a procurar ajuda - Explique para seu filhos que até que ele (ou ela) aceite ajuda especializada você irá tomar algumas atitudes na sua vida, não para puni-lo, mas para se proteger.

Essas medidas podem variar até ao ponto mudar de casa para não se envolver em situações problemáticas.

Mas cuidado: não faça ameaças que não possa cumprir, mencione apenas o que você realmente tem condições de por em prática.

Esteja pronta para ajudar - reúna antecipadamente informações sobre possíveis locais de tratamento ou ajuda. Se seu filho aceitar procurar alguém, telefone imediatamente para marcar um horário e ofereça-se para acompanhá-lo na primeira visita.

Vale lembrar que se ele recusa se tratar, você poderá dar o primeiro passo, buscando ajuda especializada. Desta forma, você se torna, antes de tudo, um exemplo para seu filho e, o mais importante, demonstre e assuma que está disposta a participar ativamente deste processo e que todos estão implicados. Ou seja, o problema não é só do seu filho, é seu também!

O melhor a fazer é procurar tratamento e orientações com profissionais especializados no assunto de dependência química.

(Jane Esther de Paula Rosa)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

O TEU CLAMOR!

O TEU CLAMOR! Esse é um dos desejos de Deus mais profundos para a sua vida. Você sabia?

Mas isso tem uma explicação, pois clamar, para Deus, significa se colocar como incapaz, depender d'Ele, crer, buscar, desejar, entre outros verbos que podemos citar.

A promessa de Deus escrita em Jeremias 33:3: "Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes, que não sabes", nada mais é do que: Que Ele te responderá e te mostrará coisas novas, para você ter experiências com Ele que você nunca teve antes.

O teu clamor pode mudar a tua história, pois independente daquilo que você está vivendo diante Deus, o teu clamor pode significar o arrependimento necessário, a fé necessária, para que você alcance aquilo que você tanto necessita.

As respostas de Deus expressas através dos versículos seguintes, mostram o desejo de Deus em te abençoar, tirar o teu cativeiro, sarar a tua alma, te dar a paz e a vitória, transformando aquilo que estava completamente destruído, em algo novo, consistente, que o teu inimigo (satanás) não pode mais destruir.

Jeremias 33

6 Eis que eu farei vir sobre ela saúde e cura, e os sararei, e lhes manifestarei abundância de paz e de verdade. 7 E removerei o cativeiro de Judá e o cativeiro de Israel e os edificarei como no princípio; 8 e os purificarei de toda a sua maldade com que pecaram contra mim e perdoarei todas as suas iniquidades com que pecaram contra mim e com que transgrediram contra mim. 9 E esta cidade me servirá de nome de alegria, de louvor e de glória, entre todas as nações da terra que ouvirem todo o bem que eu lhe faço; e espantar-se-ão e perturbar-se-ão por causa de todo o bem e por causa de toda a paz que eu lhe dou. 10 Assim diz o SENHOR: Neste lugar de que vós dizeis que está deserto, sem homens nem animais , nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém, que estão assoladas, sem homens, sem moradores e sem animais, ainda se ouvirá 11 a voz de gozo, e a voz de alegria, e a voz de noivo, e a voz de esposa, e a voz dos que dizem: Louvai ao SENHOR dos Exércitos, porque bom é o SENHOR, porque a sua benignidade é para sempre; e a voz dos que trazem louvor à Casa do SENHOR; pois farei que torne o cativeiro da terra como no princípio, diz o SENHOR. 12 Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Ainda neste lugar que está deserto, sem homens e sem animais e em todas as suas cidades haverá uma morada de pastores que façam repousar o gado".

Dê ouvidos a palavra de Deus, clame, busque, para que Deus mude a tua história e transforme mais uma vez a tua vida.

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


#‎TodoFilhoPrecisaDeUmaMaeQueOra‬

‪#‎Compartilhe‬
‪#‎TodoFilhoPrecisaDeUmaMaeQueOra‬

Fern Nichols, a fundadora de Moms In Prayer International / Mães Unidas em Oração tem quatro filhos e oito netos. É autora de dez livros sobre intercessão traduzidos para cerca de cinquenta idiomas. Dentre eles, destacamos o best seller: "Todo filho precisa de uma mãe que ora".

Mães Unidas em Oração reúne milhares de mães ao redor do mundo para orar por seus filhos e escola.

“Tenham certeza de que suas orações são poderosas e eficazes, e que fazem diferença. Vocês nunca lamentarão o tempo investido na oração. Orar é um legado que vocês podem passar a seus filhos e que durará para sempre.” (Fern Nichols)

O Livro encontra-se disponível em vários sites, com preços variados.

Compre a reimpressão de 2015, com a logomarca do Ministério Mães Unidas em Oração!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

MÃE, LEIA ISTO....

"Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele". (Prov. 22:6)

Se verdadeiramente quisermos que este versículo seja uma realidade na vida de nossos filhos, cabe a nós, em obediência a Palavra de Deus, evangelizar e discipular nossos filhos. Precisamos além de levá-los a Jesus, ensiná-los a crescer na intimidade e comunhão com Deus.

Mãe, ensinar a criança no caminho em que deve andar é muito mais do que levá-la a igreja domingo após domingo, é muito mais do que ensiná-la a ser religiosa, é muito mais do que ensiná-la a orar na hora das refeições, é muito mais do que proibi-la de assistir um desenho, um filme ou um game, é muito mais do que ler a Bíblia só no dia em que dá tempo, é muito mais do que estudar em um colégio cristão, é muito mais do que delegar a professora da Escola Bíblica Dominical o que Deus delegou a nós...

Ensinar a criança no caminho em que deve andar é permitir que Cristo viva a vida d"Ele em nós a cada momento de nossa vida, é exalar o bom perfume de Cristo em nossos lares, para que nossos filhos vejam Cristo e o seu amor através de nós.

Ensinar a criança no caminho em que deve andar é levá-la a amar a Jesus de todo o seu coração e sua alma, como nós amamos, é ensiná-la a ter comunhão íntima com Jesus como nós temos, é ensiná-la a ter desejo de orar, falar com Deus como nós, é ensiná-la a ter fome da Palavra e se alimentar diariamente como nós nos alimentamos.

Ensinar a criança no caminho em que deve andar é colocar a Palavra de Deus no coração e na alma delas, estando nós, sempre a frente dos olhos delas. É ensinar a tempo e fora de tempo: almoçando na mesa, brincando no chão, tomando banho, fazendo jantar, comendo juntos. É andando no caminho da padaria, da escola, do shopping, da feira, do parque. É ensinando na hora de deitar, na hora de se levantar para a escola (Dt 11:18 a 21) e quando eles forem velhos, não se desviarão dos caminhos pelos quais caminharam, pois as promessas de Deus são verdadeiras. Nuca mudam e nem falham.

Hoje, é o tempo urgente para vivermos essa promessa de Deus em nossos lares pois, como mães, precisamos também com urgência obedecer e viver a Palavra de Deus, sendo referências para eles!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo Filho precisa de Uma Mãe Que Ora!
Você já orou pelo seu filho hoje?
www.maesunidasemoracao.org


domingo, 17 de janeiro de 2016

OREMOS PELAS MÃES E FILHOS





Oremos por todas as mães que estão desesperadas por seus filhos....
Oremos por todas novas mães que estão unidas em oração...
Oremos pelas mães que estão grávidas, aguardando seu primeiro bebê....
Oremos pelas mães que são mães do coração....
Oremos pelas mães que são mães espirituais...
Oremos pelas Mães Unidas em Oração do Brasil...

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

2016 - 32 ANOS DO MINISTÉRIO NO MUNDO E 22 ANOS DO MINISTÉRIO NO BRASIL ❤ ❤ ❤ ❤❤



"Convido você a experimentar o que Deus vai fazer por seus filhos e escolas quando você orar continuamente". (Fern Nichols, Fundadora de Mães Unidas em Oração Internacional)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org

EU CREIO NO PODER DA ORAÇÃO!

“Em 2002 o meu filho mais velho se envolveu com as drogas através dos colegas, da escola. Foram longos 6 anos e meio chorando e intercedendo. Deus me deu a a vitoria, pois, ele voltou para igreja e hoje é levita ...

Em 2009 meu filho caçula saiu da presença do Senhor e também se envolve com as drogas. Mesma coisa... Através dos colegas na escola!

Para mim foi muito difícil, pois já havia passado por essa situação e dessa vez foi um desespero total. Pensei que ele poderia ter aprendido com a experiência do irmão mais velho, mas não foi isso que aconteceu...

Até o final de 2014 não tinha forças e nem ânimo para batalhar... Várias vezes quis expulsá-lo de casa, pois não aguentava mais essa situação, porém Deus ministrava em meu coração para não tomar tal atitude..
.
Fui a um encontro de mulheres que estavam orando, mas quando pedi para que elas me ajudassem em oração foi uma decepção... Não era o que eu procurava...

No inicio de 2015, ao entrar em uma livraria vi um livro chamado: Todo Filho Precisa de Uma Mãe que Ora! Comecei a ler... Não parava de ler... Em menos de uma semana tinha “devorado” o Livro...

Como o livro me deu ânimo para interceder! Que bênção! Quantas experiências maravilhosas!

Procurei conhecer o Ministério que no Livro estava escrito Moms In Touch International. Comecei a pesquisar na internet e ao entrar no site da Editora Hagnos, que imprimiu o Livro vi o nome do Ministério Moms In Prayer International e, dali enontrei o site do Brasil e recebi todas as informações.

Com algumas mães da minha igreja, ainda no mês de janeiro começamos a orar e formei o meu primeiro grupo de Mães Unidas em Oração...

Bem... Vou ser bem resumida...Houve um acampamento de carnaval e uma das mães sugeriu que eu pudesse levar meu filho... Foi difícil, pois ele não queria aceitar... Entreguei nas mãos de Deus... Fiz a inscrição dele e pedi que as mães da Rede Mundial de Oração, orassem comigo... Entreguei a Deus a situação sabendo que Deus iria fazer o melhor!

Meu filho começou a me chantagear... Chorei demais, mas não aceitei as chantagens dele, apenas confiei em Deus.

No dia do acampamento fomos ‘’eu’’ e ‘’ele’’, e lá no acampamento para honra e gloria de Deus, de uma maneira miraculosa, meu filho foi tocado pelo Espírito Santo de Deus e liberto das drogas. Ele disse: "Não vou mais usar drogas...Não quero morrer!" Foi uma transformação total... Algo indescritível! Miraculoso. Agora meu filho esta indo para casa do Senhor. Sei que satanás não esta feliz. Mas peço sempre aos anjos do Senhor que acamparem ao redor dele...

Deus é maravilhoso!

Contei minha historia, pois sei que serve como animo para muitas mães que estão passando pela mesma dificuldade...”

EU CREIO NO PODER DA ORAÇÃO!
Ângela Thomaz da Costa
(Líder de grupo de Mães Unida em Oração, São Paulo, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

TESTEMUNHO DE GRATIÃO

24 DE DEZEMBRO - UM DIA INESQUECÍVEL!

“Nenhum olho viu, nem ouvido ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam.” (1 Coríntios 2:9)

No ano de 2009, eu fui convidada pela irmã Jane Esther para participar de Mães Unidas em Oração, na época, Mães em Contato. Eu não sabia como orar... Eu me sentia desconfortável para falar sobre minhas lutas e principalmente orar em voz alta. Mesmo sendo cristã, e meu esposo, líder na igreja e empresário, eu tinha muitas dificuldades com praticamente tudo...

Mas, Mães Unidas em Oração mudou minha relação com o nosso Deus e Salvador. Comecei a aprender que o Senhor nos instruiu a "orar sem cessar", e que o Espírito Santo sabe de todas as coisas e vai interceder por nós... Que refrigério!

Deus despertou em mim a vontade de participar ao lado de outras mães...

Eu rapidamente aprendi que o meu Deus estava me pedindo para "dar meus filhos para Ele..” Não apenas em determinadas circunstâncias, mas em todas as circunstâncias.

Inicialmente, pensei que eu poderia orar pelos meus 5 filhos de uma só vez, mas fui orientada a orar por um filho de cada vez...

Eu não conseguia separar um filho do outro. Era um pacote só. Eu dizia: - Senhor abençoe meus filhos...

Foi um aprendizado.... Foi uma ótima maneira de pedir a Deus para moldar a minha vida e depois moldar a vida de cada um de meus filhos: Joaquim, Ana Vitória, Ana Julia, Ana Laura e Ana Beatriz...(vida pessoas, social, espiritual, psicológica, etc.. de cada um deles...

A irmã Jane Esther falava que cada filho é único e tem suas características específicas.

Ela disse para eu separar um caderno de oração e anotar as varíaveis da vida de cada um dos meus filhos, que ela iria passar para mim...Assim fiz::

1. Necessidades: precisam ser satisfeitas a tempo e a hora senão viram problemas..
2. Problemas: são coisas não resolvidas que pesam em nossas costas. Quanto antes resolvermos melhor para nós...
3. Ameaças: são coisas que estão no futuro vindo em nossa direção. Precisamos agir ante que elas nos atinjam..
4. Oportunidades: também estão no futuro vindo em nossa direção. Precisamos nos preparar agora para que quando elas cheguem nos a aproveitemos...

Comecei a separar cada filho e ver o que cada um necessitava na oração... Que descoberta... Incrível... Comecei a pontuar cada um....

Meu Deus, pude ver, claramente as necessidades de cada filho.

1. Joaquim (21 anos, meu filho mais velho, meu primogênito...)
Pedi a Deus que desse a Ele uma namorada cristã. A menina que ele namorava, estava tirando ele da igreja... Ele já não tinha mais o desejo de antes de estar na igreja, participar dos jovens...

2. Ana Vitória (18 anos).... Meu Deus, que luta.. Extremamente rebelde... Ana se envolveu com colegas na escola e estava usando drogas... Descobrimos por acaso....
Eu pensava: como pode uma menina ter tudo e se envolver com drogas... Não compreendia aquilo...

3., Ana Julia ( 16 anos). Uma filha crente... Temente a Deus ... Tinha acabado de terminar o ensino médio e pedia a Deus para orietá-la no caminho a seguir... Que Universidade deveria ingressar

4. Ana Laura (13 anos) . Filha muito zelosa com as coisas do Senhor Jesus... Eu clamava a Deus pela vida dela, e pelo seu futuro...

5. Ana Beatriz (11 anos). Entrando no Ensino Fundamental. Muito estudiosa... Responsável! Clamava a Deus pelo seu futuro

Para mim foi incrivelmente libertador, e como eu orava com minhas mães no grupo... Eu continuava a crescer em intimidade, em um relacionamento com nosso Deus, que é verdadeiro e fiel. As Suas promessas: “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais. (Jeremias 29:11), são insondáveis...

Não só eu podia ver Deus trabalhando, mas eu também senti a Sua paz e graça na minha vida diária...

Nestes seis anos olho para trás e vejo em todos os louvores e as ações de graças minhas orações respondidas... Deus fiel.

É evidente nas "pequenas" solicitações como dar-me um coração terno, pacífico, perdoador, manso, para lidar com cada um deles...

E é evidente nos "grandes" pedidos sobre a escola, professores colegas dos meus filhos...Enfim, tudo que envolvia o mundo deles, mas não mais de uma forma "simbiótica", como disse a irmã Jane Esther.. Quantas vitórias! Muitas bênçãos!.

Através de Mães Unidas em Oração, o meu relacionamento com o Senhor ficou profundo e eu tomava seus atributos como bases diárias, no meu momento "A Sós com Ele". Ele se tornou um Deus que tomou residência em meu coração.

Mães Unidas em Oração me ensinou a manter minha vida centrada no Senhor (através da continua adoração/louvor, confissão, ação de graças e intercessão) e saber que minhas orações são feitas de acordo "com a Sua vontade".

Minha experiência com Mães Unidas em Oração alterou a minha vida espiritual...

Corajosamente, e fielmente coloquei meus filhos, um de cada vez, Joaquim, Ana Vitória, Ana Julia, Ana Laura e Ana Beatriz, aos pés do Senhor .

Deus respondeu...
Minhas respostas a alguns dos pedidos feitos há 6 anos:

1. Joaquim ( 21 anos, meu filho mais velho, meu primogênito...)
Pedi a Deus que desse a Ele uma namorada cristã. A menina que ele namorava, estava tirando ele da igreja... Ele já não tinha mais o desejo de antes de estar na igreja, participar dos jovens...
Resposta: Foi o primeiro que eu coloquei no Grupo de Oração.... Durante 2 anos e dois meses eu clamava a deus por ele. Hoje ele é casado com uma moça cristã (Nathalia) que conheceu na Faculdade. Tenho uma netinha de 6 meses. Aleluia! Meu filho se formou em Engenheiro de Telecomunicações! JESUS CRISTO CURA! LIBERTA!

2. Ana Vitória (18 anos).... Meu Deus, que luta.. Extremamente rebelde... Ana se envolveu com colegas na escola e estava usando drogas... Descobri mos por acaso....
Orando sem parar, para ela deixar o vício das drogas...
Eu pensava: como pode uma menina ter tudo e se envolver com drogas... Não compreendia aquilo...
Resposta: Depois de clamar a Deus e de fazer tudo que podíamos, inclusive interná-la...
Bem, agora, no dia 24 de dezembro, após uma longa jornada, minha filha, deu seu primeiro testemunho, na igreja, sobre sua libertação das drogas... JESUS CRISTO CURA! LIBERTA!

3., Ana Julia ( 16 anos). Uma filha crente... Temente a Deus ... Tinha acabado de terminar o ensino médio e pedia a Deus para orientá-la no caminho a seguir... Que Universidade deveria ingressar..
Resposta: Acabada de concluir a Universidade. É a mais nova e única Veterinária da família.

4. Ana Laura (13 anos) . Filha muito zelosa com as coisas do Senhor Jesus... Eu clamava a Deus pela vida dela, e pelo seu futuro.
Resposta: Terminou o Ensino Médio e passou no Enem. Cursará na Universidade Odontologia!

5. Ana Beatriz (11 anos). Entrando no Ensino Fundamental. Muito estudiosa... Responsável! Clamava a Deus pelo seu futuro. Cursando o Ensino Técnico...

Agora, como Coordenadora de Grupos (tenho 3 grupos na minha casa) posso orientá-las para uma crescente intimidade com o Senhor ao longo de suas vidas através da oração.

Que darei eu ao Senhor por todos os benefícios!
Obrigada irmã Jane Esther! Obrigada Mães Unidas em Oração do Brasil! Feliz 2016!

(Tânia Cristina da Costa Torres - Líder de Grupos em Campinas, SP)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo Filho precisa de Uma Mãe Que Ora!
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


terça-feira, 12 de janeiro de 2016

LEMBRE-SE BEM...


"É possível que você já tenha obtido a sua plena forma física, mas você não pode jamais parar de crescer em outras dimensões do seu ser; permita que haja um novo você emergindo a cada novo dia."  
(Synezio Lyra)

LEMBRE-SE BEM....

Lembre-se bem dos seus erros e de que tudo que você com eles aprendeu; a seguir, aplique as lições aprendidas e siga em frente. Viva no presente, mas esteja bem informado e relembrado do seu passado. Impossível mudar o que já aconteceu; não tem volta. Porém, você pode decidir com precisão sobre o que retirar daquele episódio. Renuncie à dor e foque na sabedoria e na alegria do Senhor que independe de circunstancias e ventos aleatórios.

Lembre-se bem de onde você começou e compreenda a distância que você já percorreu até aqui.

Lembre-se bem sobre quanto esforço você já investiu. Portanto, honre esse investimento ao construir, pela graça de Deus, um novo momento a cada novo dia.

Lembre-se bem daqueles que lhe tem dado tanto amor, apoio e encorajamento ao longo da sua caminhada.

Lembre-se bem sobre como você se sentiu com todo esse suporte, e, lembre-se também que existem aqueles que muito se beneficiarão com a sua ajuda, com o seu suporte nesse exato momento.

Lembre-se bem sobre quão rica e significativa a vida pode ser. Portanto, siga em frente e faça deste dia um dia melhor do que todos os outros que você possa se lembrar.

(Nélio da Silva)

"Na minha aflição, eu clamei ao Senhor; ele me respondeu e me livrou da angústia. O Senhor está comigo, e eu não tenho medo; que mal pode alguém me fazer?"
(Salmos 118:5-7/BLH)


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo Filho precisa de Uma Mãe Que Ora!
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org



sábado, 9 de janeiro de 2016

MULHER QUE INSPIROU PERSONAGEM DO "QUARTO DE GUERRA" FALA SOBRE ORAÇÃO: "É UM RELACIONAMENTO"

"Quando você tem Jesus, você tem tudo". Talvez esta frase já tenha sido dita por milhares de pessoas, porém está ganhando ainda mais força nas palavras de Molly Bruno, a senhora de 91 anos que inspirou a personagem Dª Clara, do filme "Quarto de Guerra". No filme, a senhora busca ajudar - por meio da leitura bíblica e oração - uma nova amiga, que está passando por dificuldades no casamento.

Em um pequeno vídeo publicado na página oficial do filme no Facebook, os irmãos Kendrick - produtores do sucesso do longa que foi sucesso de bilheteria nos EUA e agora também ganha cada vez mais salas no Brasil - conversaram com a guerreira de oração. Ela também se emocionou ao descobrir que ela não apenas inspirou a personagem Dª Clara, mas também viu que os produtores prezaram por detalhes, como usar a bíblia da própria Molly em diversas cenas.

"Um dos maiores tesouros do último ano foi conhecer a senhora de 91 anos e guerreira de oração, chamada Molly Bruno", destacou Stephen Kendrick.

Quando comentou a importância que dá ao seu momento de orações e leitura bíblica diárias, Molly destacou que isto marca o início do seu dia.

"Bom, a minha conversa com o Senhor é muito importante, porque eu começo o dia depois do meu momento com Ele. Quando você tem Jesus, você tem tudo", declarou.

Questionada sobre um possível medo da morte, Molly foi enfática e bem-humorada ao responder ao próprio Stephen com um sonoro "Não!".

"Eu mal posso esperar para ver aquela bela face. Se lembra de como eu te abracei esta noite", perguntou ela a Stephen em um bate-papo em sua sala de estar. "Esta será a forma que vou abraçar Jesus quando chegar no céu".

Intimidade
"É um relacionamento. É como conhecer os caminhos que Ele tem para mim todas as manhãs. O que eu faço é adorá-Lo e amá-Lo. Isso é tudo o que eu posso fazer", disse ela com lágrimas nos olhos.

"Quando eu vejo uma barreira, penso: 'Jesus, eu sei que isso vai se resolver, então vá em frente' e Ele resolve".

"Quarto de Guerra"
O filme que já arrecadou mais de 70 milhões de dólares em bilheterias nos cinemas dos Estados Unidos também está gerando grande repercussão no Brasil. Somente em seu primeiro mês nas salas de cinema brasileiras, "Quarto de Guerra" foi assistido por 360 mil pessoas e ocupa o 4º lugar no top 10 Brasil entre os filmes com o melhor desempenho na semana de exibição.

(Fonte: www.guiame.com.br)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

SOBREVIVEMOS A UM TSUNAMI!

“Prezada irmã Jane Esther,
Estou enviando este e-mail para agradecer, em primeiro lugar, a Deus, por tudo que Ele me fez viver nestes últimos 90 dias. A irmã que foi a peça chave na transformação ocorrida em minha vida e, também, de minha família.

A irmã não faz idéia do que vou narrar agora. Faço-o, na certeza e esperança de que será bênção na vida de muitas outras Mães. Eu creio no Poder da Oração!

Meu esposo é funcionário Público Federal e eu sou professora do ensino médio. Temos quatro filhos: duas meninas, uma com 24 anos, casada, mãe de uma filha de dois anos. Na época em que tudo aconteceu, estava grávida de um mês; a outra, com 20 anos, dois meninos de 22 e 18 anos, respectivamente.

Residimos em Brasília há 22 anos e pertencemos a Igreja Batista daqui. Sempre tivemos como prioridade, criar nossos filhos nos caminhos do Senhor, dando todo apoio possível! Meus filhos são integrados na igreja. Cada um participa de uma atividade diferente. Todos são ativos na obra do Senhor.

Conheci o “Ministério de Mães Unidas em Oração” há três anos, através de minha irmã que pertence a Igreja Cristã Nova Vida, no Rio de Janeiro. Logo, procurei me informar a respeito do Ministério e hoje, lidero dois grupos. Deus tem feito maravilhas em nossas vidas!

Mesmo exercendo o magistério e com o tempo bem apertado, nunca dispensei nossa hora semanal de oração de “Mães Unidas em Oração”.

Meus filhos estão na “Rede Mundial de Oração” e, semana após semana, são motivos de intercessão, juntamente com os filhos das demais companheiras de oração. Meus filhos sempre foram estudiosos, educados, obedientes, enfim, um presente de Deus. Nada é mais importante do que colocarmos a vidas de nossos filhos no altar do Senhor

Minha irmã Jane Esther, a narrativa é extensa. Tentarei ser o mais precisa possível.

No mês de janeiro de 2010, minha família passou por momentos muito tristes, momento de muita turbulência. Era sábado. Meu filho de 21 anos saiu com o irmão mais novo para comemorar. Ele havia passado no vestibular de medicina. Além deles, três outros colegas da igreja foram juntos a um local onde, volta e meia, iam.

Estávamos em casa e já passava da meia-noite, e eles não chegavam. Começamos a ficar preocupados. Meu esposo não sabia que atitude tomar. Quando o relógio marcou 1:20 da madrugada, recebemos um telefonema de uma das mães de um dos colegas de nossos filhos. Ela faz parte do nosso “Grupo de Mães Unidas em Oração”. Ela estava no hospital e nos disse, rapidamente, o que ocorrera. Saímos em disparada e, quando lá chegamos, no hospital soubemos do que realmente havia acontecido... Na volta para casa, depois da comemoração por ter passado na Faculdade de Medicina, um carro, em alta velocidade, cujo motorista estava bêbado, bateu em cheio no carro onde meus filhos estavam. Os colegas e meu filho caçula sofreram algumas fraturas e escoriações. Um quebrou o braço. Outro quebrou a perna. Meu caçula quebrou o nariz. Nada tão sério quando foi o do meu filho de 21 anos. Ele sofreu muitos ferimentos. Tinha ficado preso nas ferragens e teve traumatismo em várias partes do corpo.

Ali começou a nossa luta. Nosso filho já estava no centro cirúrgico. Meu esposo foi tomar algumas providências necessárias. Enquanto isso eu e minha amiga fomos para a capela do hospital e começamos a clamar a Deus pela vida de meu filho! Como clamamos...
Depois de 23 dias em coma, ele voltou à vida. Ficamos sabendo que ele estava com as pernas paralisadas...

- Como dizer isso para o meu filho? Não tínhamos coragem de contar para ele. Nesse período, minhas companheiras de oração de “Mães Unidas em Oração” não cessavam de orar por ele, juntamente com centenas de outras pessoas que o amavam.

Após pedirmos forças a Deus falamos com ele.... Que sofrimento! Após o impacto, ele foi transferido para o quarto e, ali, o médico explicou a ele que as pernas estavam paralisadas devido ao traumatismo em sua coluna. Ficou no hospital ainda por mais 32 dias.

No início, ele não aceitava, de forma alguma, ficar, pelo resto da vida, em uma cadeira de rodas. O tempo foi passando... Ele recebeu alta... Foi para casa...
Tentamos dar todo o apoio possível. O médico disse que, talvez ele voltasse a andar. Mas, só o tempo diria.


Ele foi para o Hospital de Reabilitação Sarah Kubitschek aqui em Brasília, para fazer todos os tipos de tratamento possível. Ele queria nadar...
Nesse ínterim, minha filha que estava grávida, começou a ter problemas com pressão alta. Ela fazia acompanhamento constante com a ginecologista, pois precisava de cuidados.

No início do mês de junho, dia 14, recebi um telefonema de minha irmã do Rio de Janeiro, dizendo que minha mãe tinha sofrido um infarto e estava no hospital, muito mal. Deixei meu esposo e meus outros filhos e fui ao Rio visitá-la e dar apoio a meus irmãos e meu pai. Somos cinco irmãos.

Durante o tempo que fiquei com minha mãe, clamava a Deus por minha família pedindo que Ele me concedesse a graça de vê-los bem. Minha mãe foi melhorando e seu quadro estabilizou. Ficou no hospital por mais alguns dias.

Enquanto isso, meu esposo levava meu filho para fazer tratamento. Algumas irmãs Mães Unidas em Oração davam suporte à minha filha grávida, agora com seis meses.

Meu filho estava muito triste. Devido ao acidente, teve que trancar a Universidade e isso o deixou muito deprimido. Tentei voltar para Brasília no dia 21 de junho, mas só achei passagem para o dia 22.
No Rio de Janeiro, minha irmã me convidou para ir à Igreja Cristã Nova Vida, na Zona Oeste, para participar de um Culto para mulheres. Eu fui. Foi um culto maravilhoso. Minha alma estava angustiada. Eu estava profundamente triste. Era como se um tsunami tivesse passando sobre minha família.

Irmã Jane Esther, eu estava acompanhando o trabalho da irmã através da Visão Missionária e desejava muito conhecê-la. Deus reservou aquela oportunidade.

Era uma segunda-feira, 21 de junho de 2010! A irmã era a mensageira daquela noite e disse, na ocasião, que Jesus queria que confiássemos n’Ele. Que fizéssemos prova d’Ele. Que através da fé, coragem e perseverança, alcançaríamos a vitória. Foi uma mensagem rica, edificante. A irmã pediu para que, quem quisesse colocar seus fardos sobre a cruz, fosse à frente.

A igreja estava repleta. Creio que tinha cerca de 250 mulheres. Muitas foram à frente chorando, inclusive eu. A irmã pediu que todas as mulheres que estavam sentadas, viessem à frente e, abraçasse cada uma, a pessoa mais próxima. Então, a irmã desceu do púlpito, e começou a tocar em cada uma. De repente, a irmã estava perto de mim. Eu estava chorando. Lembro-me, como se fosse hoje, das suas palavras: “ - Não sei qual a sua luta... Não precisa chorar.. Não se desespere.... Creia somente! A irmã vai alcançar a vitória! Tenha fé, coragem e perseverança. Não esmoreça! Nosso Deus é o Deus das coisas impossíveis! Ele é tremendo!”

A irmã falava com autoridade e seu rosto brilhava! Suas palavras entraram em meu coração como uma flecha. Eu tinha certeza que Deus iria operar um milagre! Ao sair de perto de mim, a irmã voltou para o púlpito, e começou a cantar: “Vou levar meus problemas pra Deus. Entregar meus problemas pra Deus. Abençoar minha família, minha casa, meus irmãos, pois, eu creio no poder da oração...”

Naquela noite não dormi, tal foi a emoção de participar daquele culto. Deus falou ao meu coração de uma maneira singular! Eu deveria confiar. Deveria crer que Ele iria fazer uma grande obra!
No dia seguinte, 22 de junho, embarquei para Brasília totalmente focada na certeza de que meus filhos seriam vitoriosos!

Quando cheguei, minha filha foi hospitalizada com ameaço de eclampse. Ficou 11 dias no hospital e, ao ter alta foi para minha casa, com seu esposo e minha netinha de dois anos. Ela precisava de cuidados especiais até o bebe nascer.

Continuávamos, eu e minhas companheiras de oração, clamando ao Senhor, na certeza da vitória!
Meu filho continuava fazendo todo o tratamento. Ele tinha esperança de andar. Agora, eu tinha certeza que ele voltaria a andar.

No dia 21 de agosto, minha filha não tinha mais condições de prosseguir na gravidez. Seu estado se agravou e, tanto ela quando o bebê, poderiam não resistir. Teve que submeter-se a uma cesariana. Quanta dor! Quanta angústia! Quanto sofrimento! Continuávamos clamando ao Senhor!
Nasceu minha segunda neta, perfeita, sadia. Minha filha passou pelo vale da sombra da morte, mas, graças a Deus, recebeu a vitória, permanecendo com da vida. Treze dias depois dar a luz, estava entrando em nossa casa, com sua filhinha no colo.

Prezada irmã Jane Esther, não tenho como, nesse e-mail, descrever nossa alegria. É inenarrável!
No dia 23 de setembro, meu filho voltou a dar os primeiros passos, usando as muletas, saindo da cadeira de rodas. Sua coluna já estava sendo restabelecida. Segundo os médicos, ele voltará a andar... Glória a Deus! Ano que vem ele deverá voltar à Universidade e cursar a tão sonhada Medicina!
Deus cumpriu suas promessas. Eu creio no Poder da Oração!

Ah! Irmã Jane Esther. Muitas vezes pensamos que tudo esta bem com a gente. Que esta tudo sob controle e que nada vai acontecer. E, de repente, tudo se transforma! Jamais me esquecerei de suas palavras: “Fé, Coragem, Perseverança!” Eu creio no Poder da Oração!
Que Deus abençoe a irmã!”

Jeanette Mara Campos de Moraes – Brasília, DF
(Este testemunho foi publicado com autorização expressa da mãe. Os nomes são omitidos para preservar o sigilo dos filhos.)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


terça-feira, 5 de janeiro de 2016

ANO NOVO, NOVAS PERGUNTAS

“Pois o corpo não é feito de uma só parte, mas de muitas.”
I Coríntios 12.14

Quando chega o fim do ano, algumas pessoas se auto-avaliam, procurando verificar aspectos positivos e negativos em sua vida.

Prefiro começar o ano com perguntas. Perguntas que motivem minha caminhada, que desafiem a melhorar o que já fiz, a realizar o que não fiz e a consertar os erros que cometi.

O apóstolo Paulo usa o corpo como metáfora para vida cristã em comunidade. Paulo afirma que o corpo é feito de muitas partes. E cada uma delas tem uma função específica, mas não isolada. Elas interferem no todo.

A partir desta afirmativa paulina, que perguntas então você pode fazer ao seu “corpo”, neste início de ano? Algumas sugestões:

Cabeça: Alguma coisa mudou a sua maneira de pensar no decorrer do último ano? Como você vai incorporar essa mudança em sua vida em 2016? Paulo nos diz na Carta aos Efésios o seguinte: “É preciso que o coração e a mente de vocês sejam completamente renovados” (Ef 4.23)

Ombros: Qual fardo você vem carregando em seus ombros neste último ano? O que fazer pra deixar seu fardo mais leve? Lembre-se do que Jesus afirma: “Venham a mim todos os que estão cansados de carregar as suas cargas pesadas” (Mt 11.28)

Mãos: Como você serviu no decorrer deste ano? Como servirei melhor em 2016? Certa vez Jesus disse aos seus discípulos: “...quem quiser ser importante, que sirva os outros” (Mc 10.43)

Coração: Que situações encheram teu coração de tristeza? Como então renovar a esperança e apagar as mágoas em 2016? Lembre-se: “Onde está o teu tesouro aí está o teu coração” (Mt 6.21)

Joelhos: Em que situações você ficou prostrado no decorrer deste ano? Como me levantar e enfrentar estes problemas? O Salmo 37 garante que “se cairmos não ficaremos caídos, porque o Senhor nos ajudará a levantar” (Sl 37.21)

Pés: Que caminhos eu fiz em 2015? Quais barreiras surgiram pelo caminho? Estou no caminho certo para 2016 ou preciso mudar a rota? O livro de Provérbios afirma: “Deus sabe por onde você anda e vê tudo o que você faz” (Pv 5.21)

Lembre-se que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus e que Ele está ao seu lado neste novo tempo.

Ele pode te auxiliar em todas as instâncias da tua vida. Basta que você o busque de todo coração.

Que 2016 seja um ano de transformação em tua vida e que a Graça de Deus te auxilie a enfrentar e superar todos os desafios que surgirem!

(Rev. Cesar Roberto Pinheiro)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


domingo, 3 de janeiro de 2016

MUDANDO O MUNDO COM ORAÇÕES

"Na igreja de Antioquia havia profetas e mestres: Barnabé, Simeão, chamado Níger, Lúcio de Cirene, Manaém, que fora criado com Herodes, o tetrarca, e Saulo. Enquanto adoravam ao Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo: Separem-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado'. Assim, depois de jejuar e orar, impuseram-lhes as mãos e os enviaram".  (Atos 13:1-3)

Durante uma reunião de oração da igreja primitiva, o Senhor estabeleceu um plano que mudou o mundo (At 13.1-3). Os membros daquela congregação reconheceram que a mudança envolveria duas coisas: sua resposta ao Espírito Santo, que os levara a orar e jejuar, e a decisão de enviarem Barnabé e Saulo em missão.

É fato que a história mudou com base nessa reunião de oração. Qualquer análise histórica mostra que os eventos que moldaram o mundo como o conhecemos hoje, em especial a civilização ocidental, podem ser ligados diretamente a esse encontro de oração.

As pessoas que oram e tem consciência de sua nova identidade em Cristo definem o rumo da história em seu mundo. A maior parte da igreja cristã pensa na fé em Jesus Cristo como fuga. Deus, porém, reafirma seu desejo de que sejamos instrumentos da redenção por meio da oração intercessória, e o ministério fluirá através dela.

Daí a importância dos períodos de oração com outros cristãos. Por isso, é impossível crescer e desenvolver plenamente nosso potencial sozinhos. A edificação de um povo para realizar a obra de Deus ocorre na igreja local, quando estamos ligadas e crescendo com o restante do Corpo de Cristo. É nesse contexto que descobrimos a finalidade de nossa criação.

Uma das coisas mais importantes sobre estar em uma família espiritual é descobrir o poder da oração por meio da unidade. Cristãos orando juntos podem mudar o mundo.

(Stormie Omartian)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


sábado, 2 de janeiro de 2016

QUANDO OS FILHOS VOAM

Sei que é inevitável e bom que os filhos deixem de ser crianças e abandonem a proteção do ninho. Eu mesmo sempre os empurrei para fora. Sei que é inevitável que eles voem em todas as direções como andorinhas adoidadas.

Sei que é inevitável que eles construam seus próprios ninhos e eu fique como o ninho abandonado no alto da palmeira...
Mas, o que eu queria, mesmo, era poder fazê-los de novo dormir no meu colo...

Existem muitos jeitos de voar. Até mesmo o vôo dos filhos ocorre por etapas. O desmame, os primeiros passos, o primeiro dia na escola, a primeira dormida fora de casa, a primeira viagem...

Desde o nascimento de nossos filhos temos a oportunidade de aprender sobre esse estranho movimento de ir e vir, segurar e soltar, acolher e libertar. Nem sempre percebemos que esses momentos tão singelos são pequenos ensinamentos sobre o exercício da liberdade.

Mas chega um momento em que a realidade bate à porta e escancara novas verdades difíceis de encarar. É o grito da independência, a força da vida em movimento, o poder do tempo que tudo transforma.

É quando nos damos conta de que nossos filhos cresceram e apesar de insistirmos em ocupar o lugar de destaque, eles sentem urgência de conquistar o mundo longe de nós.

É chegado então o tempo de recolher nossas asas. Aprender a abraçar à distância, comemorar vitórias das quais não participamos diretamente, apoiar decisões que caminham para longe. Isso é amor.

Muitas vezes, confundimos amor com dependência. Sentimos erroneamente que se nossos filhos voarem livres não nos amarão mais. Criamos situações desnecessárias para mostrar o quanto somos imprescindíveis. Fazemos questão de apontar alguma situação que demande um conselho ou uma orientação nossa, porque no fundo o que precisamos é sentir que ainda somos amados.

Muitas vezes confundimos amor com segurança. Por excesso de zelo ou proteção cortamos as asas de nossos filhos. Impedimos que eles busquem respostas próprias e vivam seus sonhos em vez dos nossos. Temos tanta certeza de que sabemos mais do que eles, que o porto seguro vira uma âncora que impede-os de navegar nas ondas de seu próprio destino.

Muitas vezes confundimos amor com apego. Ansiamos por congelar o tempo que tudo transforma. Ficamos grudados no medo de perder, evitando assim o fluxo natural da vida. Respiramos menos, pois não cabem em nosso corpo os ventos da mudança.

Aprendo que o amor nada tem a ver com apego, segurança ou dependência, embora tantas vezes eu me confunda. Não adianta querer que seja diferente: o amor é alado.

Aprendo que a vida é feita de constantes mortes cotidianas, lambuzadas de sabor doce e amargo. Cada fim venta um começo. Cada ponto final abre espaço para uma nova frase.

Aprendo que tudo passa menos o movimento. É nele que podemos pousar nosso descanso e nossa fé, porque ele é eterno.

(Rubem Alves)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
contato@maesunidasemoracao.org


sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE JANEIRO DE 2016




Se a irmã pertence ao Ministério e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org






O Calendário não substitui o encontro semanal dos Grupos de Mães Unidas em Oração.

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).


Somos apenas servas!


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org