Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em quase 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE DEZEMBRO DE 2015

Se a irmã pertence ao Ministério e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org




























O Calendário não substitui o encontro semanal dos Grupos de Mães Unidas em Oração.

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos. 
Todo filho precisa de uma mãe que ora. 
Você já orou pelo seu filho hoje? 

www.maesunidasemoracao.org 
contato@maesunidasemoracao.org 

RISPA, A MÃE INCANSÁVEL

“Então Rispa, filha de Aiá, tomou um pano de saco, e o estendeu para si sobre uma penha, desde o princípio da ceifa, até que sobre eles caiu água do céu; e não deixou as aves do céu pousar sobre eles de dia, nem os animais do campo de noite.” (2Sm 21.10.)

Rispa era uma mulher forte e de caráter firme. Seu nome significa “pedra quente”. Ela era filha de Aiá, cujo nome vem da mesma raiz da palavra “intocável”. Ela foi mulher do rei Saul e teve com ele dois filhos: Armoni e Mefibosete. Talvez por ser uma das esposas de Saul, Rispa e seus filhos se considerassem mesmo “intocáveis”.

Muitas mulheres pensam que sua posição social, sua riqueza, ou mesmo sua capacidade intelectual as colocam em um pedestal “intocável”. Mas isto não é verdade! Todas nós estamos sujeitas às vicissitudes (mudanças) da vida. Todas nós somos vulneráveis às tempestades e aos açoites dos vendavais que podem surgir inesperadamente em alguma curva do caminho da vida… E é nessas horas que o caráter se revela. Nosso interior torna-se exposto, como em uma vitrine, quando somos assoladas pelas provações, e quem sabe, pelas tragédias.

A Bíblia nos relata que houve três anos de fome em Israel. Foi um tempo difícil e com grandes perdas para o povo e a nação. O rei Davi então consultou ao Senhor e veio a resposta divina:
 “Há culpa de sangue sobre Saul e sobre a sua casa, porque ele matou os gibeonitas.” (v.1b.) Davi chamou os gibeonitas e lhes perguntou: “O que quereis que eu vos faça? E que resgate vos darei, para que abençoeis a herança do Senhor?” E a sua resposta foi: “Não é por prata nem ouro que temos questão com Saul e com sua casa; nem tampouco pretendemos matar pessoa alguma em Israel [...] Quanto ao homem que nos destruiu e procurou que fôssemos assolados, sem que pudéssemos subsistir em limite algum de Israel, de seus filhos se nos dêem sete homens, para que os enforquemos ao Senhor, em Gibeá de Saul, o eleito do Senhor…” (v.3-6.)

Davi estava diante de dura situação: de um lado o povo de Israel, sofrendo com a seca as conseqüências da desobediência de Saul e de outro lado a dor de mandar enforcar homens da sua própria família, pois Davi era genro de Saul… Saul não respeitara a aliança feita por Josué aos gibeonitas (Js 9.15, 20-21). Quando Canaã fora conquistada pelo exército de Israel, os moradores de Gibeom vieram a Josué e, fingindo vir de uma terra muito distante (fora dos limites da “Terra Prometida”), pediram-lhe que fizesse aliança com eles: que lhes conservariam a vida e seriam um povo amigo. O líder Josué não consultou ao Senhor nessa questão, talvez por julgá-la de pouca importância; e concedeu-lhes paz e firmou aliança de proteção. Foi então que descobriu que eles eram moradores de Canaã e estavam na lista de Deus como povos para serem destruídos; mas era tarde demais, a aliança tinha sido firmada e não poderia voltar atrás…

Muitas pessoas firmam impensadamente alianças muito sérias em suas vidas: casamentos, sociedades… E depois é que vão refletir sobre o que fizeram. Então é tarde. As alianças são registradas diante do Senhor. Elas têm um peso de responsabilidade e compromisso. Não podem ser desfeitas de maneira leviana… Por isso, querida irmã, pense muito antes de se casar. Pense muito antes de romper um casamento. Pense muito antes de fazer uma sociedade com alguém. Não somente pense, mas ore ao Senhor a respeito dessas decisões. Ouça a sua voz e não caia em armadilhas, para que, mais tarde, você não venha a se arrepender.

E Davi teve de escolher sete homens da família de Saul para serem enforcados, para que a chuva pudesse novamente cair sobre a terra de Israel. Davi escolheu os cinco filhos de Merabe, netos de Saul, e os dois filhos de Rispa, sua concumbina. A Bíblia diz que foram mortos nos primeiros dias da ceifa da cevada. Seus corpos foram esquecidos pelos seus executores; foram deixados no madeiro, ao relento… Então Rispa, a mãe de Armoni e Mefibosete, “tomou um pano de saco e o estendeu para si sobre uma penha, desde o princípio da ceifa, até que sobre eles caiu água do céu” (v.10). Rispa assistiu ao milagre da chuva caindo, após a execução do castigo conseqüente da ira irrefletida de Saul e de seu “zelo” pelo Senhor, levado a efeito fora da sua suprema vontade. Rispa pôde ver o valor de uma aliança feita diante de Deus… As conseqüências do rompimento de uma palavra empenhada.

E ela, que era a “pedra quente”, firme como uma rocha, colocou pano de saco sobre a penha em frente aos cadáveres de seus filhos e os ficou guardando de dia e de noite: [...] “e não deixou as aves do céu pousar sobre eles de dia, nem os animais do campo de noite.”(v.10.) Ao colocar ali um pano de saco e não um tapete “persa”, ou uma almofada confortável, percebe-se a dor de Rispa; sua humilhação diante de Deus em favor de seus filhos. O “pano de saco”, na Bíblia, sempre teve o significado de arrependimento e humilhação diante do Senhor.

Você pode imaginar a dor dessa mulher diante dos corpos em decomposição, dia e noite? Pode imaginar o que se passava em seu coração de mãe? Suas lágrimas e o desejo de vê-los com um sepultamento digno, pelo menos?

Ah! quantas mães como Rispa choram por seus filhos que estão mortos em seus próprios pecados… Quantas mães que colocam “panos de saco” sobre a “Rocha”, que simboliza a Palavra de Deus e suas promessas, e vigiam seus filhos “mortos”. Não seus filhos literalmente mortos, mas espiritualmente mortos. Seus filhos nas drogas, nos vícios, na prostituição, no homossexualismo, nas depravações da imoralidade, nas mais extravagantes seitas… exalando o mau cheiro do pecado; decompondo-se dia-a-dia na podridão do mundo… Mães que oram, crendo no impossível; que Deus irá ressuscitar seus filhos e lhes dará uma nova e maravilhosa vida. Elas crêem que seus filhos receberão o “toque” de vida do Espírito Santo e serão ressuscitados, aleluia! E, por isso, elas não se cansam dia e noite de vigiar… E orar… E crer… Até que o “rei” olhe para elas, tenha misericórdia e faça cessar a sua dor.

Rispa ficou em seu posto sozinha. Espantava as aves de dia e as feras de noite. Ela não tinha medo. Não saía de sua “torre de vigia”, mas esperava que o rei se compadecesse e desse um sepultamento digno de nobres aos seus filhos. Ela ficou por muitos dias ali, passaram-se mais de dois meses, e isto foi dito a Davi. Ele então “tomou os ossos de Saul e os ossos de Jônatas [...] e também os ossos dos enforcados [...] Enterraram [...] na terra de Benjamim [...] Depois disto, Deus se tornou favorável para com a terra” (v.12-14). Enquanto Davi não honrou aos que morreram pelo pecado de outro, não houve o favor, a bênção de Deus sobre a terra. E foi Rispa quem fez a mão do rei Davi trazer a bênção novamente sobre Israel.

Para você refletir:

Como você agiria estando no lugar de Rispa?

Você tem amado seus filhos e paga um preço de oração por eles?

Onde e como estão seus filhos agora?

Você, querida irmã, que talvez não seja ainda casada, não tenha filhos, pode sentir a dor de quantas pessoas estão mortas em seus pecados e precisam receber a Vida? Que tal orar por estas pessoas ao seu redor?

Você sabe o que é assentar-se em “pano de saco” sobre a Penha? Tem buscado se humilhar diante do Senhor em oração?

Você tem coragem suficiente para “enxotar” as aves de rapina e os animais (demônios e más companhias) que querem “devorar” seus filhos?

Quanto você acha que valem as lágrimas de uma mãe?

Leia estes textos e seja uma mulher intercessora: Is 54; Lc 1.39-56; 1Sm 1.1-28; 2.1-11.

(Pr.a Ângela V. Cintra)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

domingo, 29 de novembro de 2015

CONFIE EM DEUS

Você nunca terá uma vida sem problemas. Porcos podem até voar. Um canguru pode até nadar. Homens podem até abrir mão do controle remoto. Mulheres podem até deixar de comprar bolsas. É improvável, mas é possível. Porém, uma vida sem problemas, sem dificuldades e na pura tranquilidade? Não prenda a respiração na espera. Todo mundo tem problemas, mas nem todos vêem seus problemas do mesmo jeito. Alguns ficam amargurados, outros melhores. Alguns encaram seus desafios com medo, outros com fé. E você?

O Salmista perguntou “Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim?” As dificuldades da vida ameaçaram traga-lo. Mas, na hora certa, o escritor tomou esta decisão: “Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei.” Uma decisão deliberada de tratar sua alma desanimada com pensamentos de Deus. Quando os problemas vêm podemos ficar estressados e perturbados… ou podemos confiar em Deus!

(Max Lucado)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

sábado, 28 de novembro de 2015

ORAÇÃO PELA FAMÍLIA

Senhor amado e Deus
Peço pela minha família
E queridos meus
Ajuda-nos e abençoa-nos
Neste ano que está por vir
Pois precisamos de sua proteção
Sobre nós, sem fim

Protege-nos do perverso
Que ronda sem coração
Liberta-nos dos opressores
Que visam trazer opressão
Arranca dos nossos caminhos
Os ladrões que armarem contra os nossos filhos
Lança para longe de vez
Todo matador, cruéis e sem leis
Imploro a Ti Senhor
Em nome do teu filho Jesus
Livra-os do mal
Que sobre esta terra está por vir

Guarda minha casa
E dai-nos seu abrigo
Seguro e conforto
Tens Senhor para comigo

Pai de amor e misericórdia
Entrego a ti toda minha família
Para tua glória
Abençoa-nos com paz, saúde e libertação
E coloca-nos na palma das Suas mãos
Benditas, poderosas e santas
E cheias de compaixão.

Em nome de Jesus clamo
Para Glória do Deus Pai
E manifestação do Espírito Santo 

(Raquel Camargo Fragoso)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


sexta-feira, 27 de novembro de 2015

DIFERENTES TIPOS DE ORAÇÃO

1 - Oração de Ações de Graça > é dizer obrigado a Deus. É a oração de gratidão pelas bênçãos recebidas diariamente. É a expressão máxima de reconhecer que dependemos unicamente do Pai. Todos os dias devemos agradecer a Deus por tudo aquilo que Ele tem feito em nossa vida. 

2 - Oração de Louvor > é juntarmos todas as expressões possíveis de louvor a Deus e expressar em palavras, glorificando ao Seu Nome. É louvar a Deus pelo que Ele faz. 

3 - Oração de Adoração > é exaltarmos unicamente a Deus por tudo aquilo que Ele é.

4 - Oração de Arrependimento > é a oração de auto- análise do próprio coração diante de Deus. Não podemos esquecer que somos pecadores e necessitamos de perdão. Não podemos ser vagos nesse tipo de oração, mas confessar todos os nossos pecados cometidos durante o dia, com detalhes. O Espírito Santo vai ajudar a lembrar de todos os atos ruins e que iriam atrapalhar a comunhão com o Pai (Sl.51).

5 - Oração de Intercessão > é a oração em favor de outras pessoas, colocando-se no lugar delas e pleiteando a causa como se fosse sua. Pedimos que a vontade de Deus seja feita na vida de outros. É importante fazer uma lista das pessoas pela quais iremos orar para anotar a data da resposta (Lc.22:31-32)

6 - Oração de petições > é um pedido feito a Deus visando satisfazer as nossas necessidades pessoais, sempre baseada nas promessas divinas. É a oração preferida de toda criança na fé, mas também a preferida daqueles que não crescem na fé e no conhecimento de Deus. Quanto mais conhecemos a Palavra de Deus, mais vamos ter respostas de nossas orações (Mt. 7:7; Lc. 11:9, Jo. 16:24). 

7 - Oração de Consagração > é a oração feita quando não sabemos a vontade de Deus. Quando estamos esperando a resposta de nossa oração precisamos ter uma atitude de submissão à vontade de Deus. Vamos nos consagrar e esperar para conhecer e seguir a vontade divina (Rm.12:1).

8 - Oração de Entrega > é a oração feita quando alguma coisa chega em nossa porta que nos trás preocupação, inquietação. Você ora e transfere tudo ao Senhor. Entrega nas mãos do Pai e descansa no Senhor. (Sl. 37:5).

(Pr Lineas Domiciano)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


quinta-feira, 26 de novembro de 2015

DECISÕES QUE BONS PAIS FAZEM

"O Senhor decretou estatutos para Jacó, e em Israel estabeleceu a lei, e ordenou aos nossos antepassados que a ensinassem aos seus filhos, de modo que a geração seguinte a conhecesse, e também os filhos que ainda nasceriam, e eles, por sua vez, contassem aos seus próprios filhos. Então eles porão a confiança em Deus; não esquecerão os seus feitos e obedecerão aos seus mandamentos".  Salmo 78:5-7 (NVI)

Aqui vai um palpite de Lucado sobre pais: pais e mães entram no negócio de criar filhos em épocas diferentes. Mães decidem se tornar mães bem antes que pais tomem a mesma decisão. Uma mãe carrega o bebê durante nove meses, tendo a oportunidade de se acostumar com a decisão de ser mãe desse novo membro da família.

O pai, no entanto, passa por sua rotina diária, na maioria das vezes, pouco afetado pelo que está se passando no ventre materno. Sem dúvida, ele está animado e dá todo apoio, mas, comparado à mãe, ele é um observador. Até a hora do parto. Daí, o mundo de papai toma um novo rumo. Ele olha no rosto daquela nova vida e é confrontado com a descoberta “Eu sou pai desta criança.” Ele precisa decidir se tornar pai. E esta decisão se torna a primeira de uma seqüência de decisões como dominós que estarão com ele pelo resto da vida. É uma escolha racional alterar sua vida, agenda, decisões e prioridades para ser um bom pai para aquela pequena vida em seus braços.

Para muitos, gerar um filho não é difícil. Mas, tornar-se um pai é bem difícil. É a primeira e mais importante decisão dos pais: tomar a decisão consciente de ser um pai.

Porém, a decisão de ser um pai, não é só uma decisão para a sala de parto. É uma decisão diária. No século passado, os pais viviam seu papel no dia a dia, trabalhando na fazenda ou num pequeno negócio familiar com seus filhos. Crianças passavam muito tempo ao lado dos seus pais, trabalhando juntos. Na sociedade moderna, no entanto, o emprego cria uma distância entre pais e filhos. Alguns pais deixam a casa antes que os filhos acordam. Outros chegam em casa muito tempo depois que os filhos chegam da escola.

Conseqüentemente, é possível, e até comum um pai esquecer de seu papel de pai – e ficar desligado emocionalmente de seus filhos. Ao longo do dia, a cada dia, os pais precisam renovar sua decisão de ser pai. “Será que devo ir a essa reunião”? “Este encontro é essencial”? “Será que posso organizar esses compromissos para chegar mais cedo em casa”? Voltando para casa, os pais precisam lembrar de tirar o “chapéu” de trabalho e colocar seu chapéu de “pai”. É uma decisão para organizar seu tempo, tomando o cuidado de reconciliar seu trabalho com a prioridade de família.

Ser um bom pai significa tomar boas decisões que envolvem sacrifício. Decisões que dizem a nossos filhos o que é importante para nós.

Em seu livro “Alcançando o Sucesso Sem Falhar com Sua Família”, Paul Faulkner descreve as decisões de um executivo de planos de seguro saúde. Falando num congresso de executivos, o homem enfatizou a importância de ser primeiro um bom pai. A filha do homem estava na platéia.

“… no meio da sua palestra, o executivo virou para sua filha e perguntou “Querida, você se lembra da vez em que eu ganhei o prêmio por ter vendido um milhão em seguros por três anos consecutivos?

A filha dele respondeu “Não, pai, não me lembro disso.”

Daí, ele perguntou, “Bem, você lembra dos nossos passeios juntos para comprar sorvete?”

A isso ela respondeu “Aí, sim!”

Daí, o executivo virou para a platéia e fez o ponto de que filhas não se lembram quando você vende um milhão de seguros, mas, elas lembram de seus passeios juntos.

Pais precisam não só decidir estarem envolvidos com seus filhos, disponíveis e interessados naquilo que os interessa, mas, precisam decidir que tipo de modelo eles serão. Que privilégio incrível, o papel de moldar e formar pequenas crianças. Filhos têm uma capacidade única de captar – eles não só vêem e ouvem mais, mas, eles reproduzem o comportamento que observam em seus pais.

Paul Harvey conta uma história que é um bom exemplo deste ponto:

Nosso departamento “O que Vale”, sabe que, quando Grey Baker vai praticar golfe em Jackson, Mississippi – ele leva seu neto Trevor de três anos de idade como companheiro…

O menino tem aprendido o jogo observando.

Semana passada, vovô Baker levou um conjunto de tacos de golfe para o menino.

Neste último fim de semana, num churrasco em família no quintal de casa, o netinho que aprendeu golfe observando vovô anunciou “Olhem para mim”!

Daí, ele gritou um palavrão e jogou o taco numa árvore.

De todos os pais na Bíblia, um se destaca pela sua decisão de ser um pai segundo Deus. Ele tomou a decisão consciente de se tornar um pai adotivo da sua prima órfã, Ester. Ele poderia ser chamado de pai da coragem, porque ele inspirou a qualidade de coragem em sua filha. Você se lembra da história?

O pequeno livro de Ester revela a história de uma linda jovem Judia cuja perspicaz coragem salvou seu povo. Mardoqueu criou sua filha para tomar uma atitude na hora certa, para fazer a coisa certa.

Por causa da sua beleza, Ester virou rainha da Pérsia. Mardoqueu sabiamente a alerta para ocultar seu parentesco do Rei Xerxes. Quando Mardoqueu recusa se prostrar diante do chefe Hamã, ele se coloca em perigo por causa das suas convicções. Ele não se prostraria diante de ninguém, senão o próprio Jeová. Como resultado, Hamã conspira para destruir não só Mardoqueu, mas, todo o povo judeu também.

Mardoqueu insiste que Ester faça um apelo ao rei pelo povo deles. Ele pergunta “Quem sabe se não foi para um momento como este que você chegou à posição de rainha?” (Ester 4:14)

Ester devia confiar bastante em Mardoqueu, pois ela decidiu ficar diante do rei a favor do seu povo. Ela afirma “Se eu tiver que morrer, morrerei”. (Ester 4:16)

Palavras de fé, palavras de coragem. Palavras que uma filha podia dizer porque ela foi criada por um pai que tomou decisões certas. Lembre-se disso: uma crise não concede caráter; uma crise revela caráter. O caráter que Ester revelou deve ter sido aprendido observando o caráter de seu pai.

À medida em que o enredo se derenrola, Mardoqueu e a nação dos judeus são salvos e Hamã é executado.

Geralmente, quando estudamos o livro de Ester, vemos a força e devoção dela para com seu povo. Mas, Deus usou outra pessoa nesta história para alcançar seu propósito. Deus usou um pai fiel – um pai que influenciou uma jovem filha a ter coragem e convicções. Na hora certa, Ester fez a coisa certa, porque ela foi criada por um pai temente a Deus. Um pai que sabia que as decisões que ele tomaria à medida em que sua filha fosse crescendo ajudariam-na a tomar decisões segundo a vontade de Deus mais adiante na sua própria vida.

(Max Lucado)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


terça-feira, 24 de novembro de 2015

DICAS PARA ORAR COM AS ESCRITURAS

Perceba que existe uma conexão diretamente proporcional entre o quanto as nossas mentes estão moldadas pelas Escrituras e o quanto as nossas orações são respondidas. Jesus disse:

"Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito". (João 15:7).

Lembre-se de que, como D. M. M’Intyre disse, Deus só responde aos pedidos que seu Filho Jesus Cristo, ajudou a elaborar.

“Se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve". (1 João 5:14).

Observe que a igreja primitiva orava Escrituras. Por exemplo, a oração de Atos 4:24-31 cita Salmos 2. Além disso, orações do antigo testamento como a oração de Esdras em Neemias 9:6-37, são repetições da história bíblica e de textos bíblicos.

Orar a Palavra significa ler (ou recitar) Escritura com um espírito de oração, fazendo do significado dos versos a nossa oração e a inspiração dos nossos pensamentos.

Existem muitas maneiras possíveis de fazê-la, não somente uma. Pode ser feita sozinho ou em grupos. Você pode parar após cada frase, ou cada sentença, ou cada parágrafo, ou cada capítulo.

Eu sugiro o seguinte procedimento para começar:


1.Encontre um tempo e lugar tranquilos.

2.Comece com uma oração breve, “Oh Senhor, eu preciso de Ti, eu venho buscá-lo precisando de ajuda. Abra os meus olhos para que veja as maravilhas da tua Palavra” (Salmos 119:18).

3.Leia um capítulo de uma epístola rapidamente para obter a essência dele. A razão para isto é que o sentido de sentenças individuais são controlados pelo contexto. Nós não podemos fazer com que o significado de um verso seja qualquer coisa que queiramos.

4.Se alguma coisa se destacou como especialmente relevante para você, medite nela e a deixe inspirar e moldar a sua oração mesmo antes de você voltar para ler uma sentença de cada vez.

5.Se você encontrar dificuldades, coisas que você não entende, faça uma anotação mental para mais tarde pensar a respeito e pesquisar. Seja honesto. Mas depois prossiga para o que parece claro.

6.Agora retorne à primeira sentença e leia fazendo a seguinte pergunta: se esta sentença virasse uma oração sobre a minha vida, como ela soaria? Ela poderá condená-lo e levá-lo a uma oração de confissão e arrependimento. Ela poderá inspirá-lo a buscar um novo ato de obediência e levá-lo a uma oração de poder e capacitação.

7.Tente imaginar a aplicação do verso durante o seu dia, vendo a sua relação com o café da manhã, com o trabalho e com seus planos de lazer. Tente ver a sua relação com várias pessoas em casa, no trabalho e na igreja. Você verá que um verso pode produzir meia hora de oração quando observado a partir de doze situações e relacionamentos diferentes.


Além disso tente criar maneiras bíblicas de falar com a sua própria mente e coração. É especialmente importante reconhecer a necessidade de enriquecer seu vocabulário de adoração. Os Salmos são ótimos para isto.

Se tudo isso parece difícil, experimente primeiro a maneira mais simples de orar as Escrituras: faça orações que oram as Escrituras, como Atos 4:24-31; Efésios 1:16-23; 3:14-19; Filipenses 1:9-11; Colossenses 1:9-14; 1 Tessalonicenses 3:11-13; Hebreus 13:20-21; Apocalipse 4:8, 11; 5:9-10, 12-14, etc. 

Tudo o que você precisa fazer aqui é fingir que você é o autor bíblico e então ler como se você tivesse escrito, talvez mudando alguns pronomes.

Se você tem uma lista de preocupações sobre as quais você gostaria de orar, leia um capítulo da Bíblia  e as pistas de como orar por estas preocupações.

(Pastor John Piper)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


segunda-feira, 23 de novembro de 2015

CONTINUE ORANDO!

"Jesus respondeu: 'Mulher, grande é a sua fé! Seja conforme você deseja'. E naquele mesmo instante a sua filha foi curada." (Mateus 15:28)

Quando oramos por algo que acreditamos ser a vontade de Deus, não devemos desistir. Devemos continuar sempre orando, pedindo e procurando. Isso é o que Jesus nos disse para fazer. De fato, quando Jesus viu a grande fé de uma mãe de Canaã que agia dessa forma, Ele deu carta branca a ela dizendo: "Seja como você deseja."

Esta mãe acreditava que o que ela estava pedindo era a vontade de Deus e ela não iria desistir. Talvez você, como essa mãe, tenha um filho que está hoje sob a influência do diabo, rejeitando todos os ensinamentos que você lhe tenha dado. Pelo menos por ora. É difícil aceitar isso, porque você educou seu filho nos caminhos do Senhor.

Aquilo para o que você preparou seu filho - tornar-se independente - aconteceu. Meu conselho é: aguarde. Você vai superar isso. Aquilo que você pode pensar ser o pior cenário, pode ser o gatilho para trazer seu filho para uma fé sincera e verdadeira. A rebelião pode ser difícil de suportar no momento, mas também pode durar pouco e pode ser o que falta para trazer seu filho para um lugar onde ele perceba a sua própria necessidade de Jesus Cristo.

Nossos filhos precisam obter essas convicções em seus corações como suas convicções, não apenas como convicções de seus pais. Isso pode significar um desvio para a terra dos pródigos. Isso pode significar chegar ao fundo do poço. Mas não desista. Continue orando. Nossas crianças podem escapar da nossa presença, mas não podem escapar das nossas orações.

(Luiz Carlos do Nascimento)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


sábado, 21 de novembro de 2015

QUALQUER QUE NÃO RECEBER O REINO DE DEUS COMO UMA CRIANÇA DE MANEIRA NENHUMA ENTRARÁ NELE

1 – Amada Igreja do Senhor, Jesus nos diz em sua palavra que qualquer que não receber o Reino de Deus como uma criança de maneira nenhuma entrará nele. Isso quer dizer que, aquele que não tem atitudes como as de uma criança, não pode entrar nos Reino dos céus!

2 – Uma criança tem um coração puro e Jesus nos falou que bem-aventurados são os limpos de coração, porque eles verão a Deus! Nossos corações foram limpos quando nos entregamos a Jesus e Ele perdoou os nossos pecados. Agora, não devemos sujá-lo com maus pensamentos, intrigas, pecados e dissensões!

3 – Uma criança na sua inocência não tem pensamentos maus. Da mesma forma, as nossas mentes devem estar sempre pensando no que é bom, no que é puro, no que é amável, no que é justo e naquilo que tenha virtudes a nos oferecer! Os nossos pensamentos devem estar ligados no trono da graça, pois o nosso Deus é a fonte de tudo que é bom!

4 – Uma criança sabe perdoar! E Jesus nos disse que, se nós não perdoarmos uns aos outros, Ele também não perdoará os nossos pecados e nem aceitará à nossa oração. Será que a tua está sendo impedida pela falta de perdão? Lembra-te que se não fores como uma criança, não entrarás no Reino de Deus!

5 – Uma criança que teme ao Senhor não tem pensamentos orgulhosos. Não quer ser melhor do que os outros. É sempre humilde e prestativa e sabe que do Senhor vem a sua recompensa! Os discípulos disputavam entre si qual deles seria o melhor, mas Jesus lhes disse que, se alguém quisesse ser o maior deveria ser o servo de todos!

6 – Por isso, uma criança crente, também deve saber obedecer! Obedecer aos pais, aos mais velhos, aos líderes e aos professores, porque o desobediente não tem parte no Reino de Deus. E assim como Jesus foi em tudo obediente ao Pai Celestial, nós também devemos ser obedientes, sabendo que um dia ele nos dirá: Entra no meu Reino, servo bom e fiel!

7 – E se nós quisermos ser bem sucedidos, devemos manter o nosso coração puro, para que possamos entrar na cidade celestial pelas suas portas. Devemos manter o Reino de Deus vivo em nós, pois ele é de gozo, paz e alegria no Espírito Santo. Se na nossa vida é triste e não há paz, alguma coisa está errada e devemos voltar ao nosso primeiro amor!


(Anônimo)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.

Todo filho precisa de uma mãe que ora.

Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

ORAÇÃO PARA PAIS QUE DESEJAM FILHOS

Você tem o direito de crer em Deus para qualquer coisa que Ele prometeu em Sua Palavra. A Palavra diz em Salmos 127: 3: "Eis que os filhos são herança do Senhor, eo fruto do ventre o seu galardão." Salmo 84:11 diz: "... nenhum bem sonega aos que andam na retidão. "Além disso, Salmo 113: 9 diz:" Ele faz a mulher estéril habite em família, e seja alegre mãe de filhos. "Êxodo 23:26 na Biblia afirma:" Nada deve perder o jovem por aborto, nem estéril em sua terra ... ".

Além de focar nessas escrituras, lembre-se também que Deus não faz acepção de pessoas (Atos 10:34). O que Ele fez por Ana em 1 Samuel 1, Ele vai fazer por você. Estas são verdades que John e Marty Copeland aprenderam a aplicar quando acreditaram na concepção de seu primeiro filho. Sua filha Courtney Mercer Copeland tornou-se a sétima neta de Kenneth e Gloria Copeland por causa da caminhada de fé na vida de seus pais. Eles aprenderam a plantar sementes para as coisas específicas que eles estavam acreditando. Marty deu um chá de bebê para honrar e abençoar um amigo. Ela tomou a decisão consciente para semear o amor nas vidas das crianças em torno dela. Cada vez que orava sobre sua alimentação, John dizia em voz alta: "Pai, eu te agradeço que Marty está grávida. Temos um filho perfeito."

Numa altura em que a sua fé estava começando a vacilar e ela precisava de um avanço, Deus revelou a Marty que ela não estava "perdendo isso." Pelo contrário, ela só precisava buscá-Lo mais, pressionando com sua fé em todas as áreas possíveis. Procurar escrituras adicionais e procurar novas áreas para aplicar sua fé. Deus irá encontrá-lo onde você está, você só precisa receber a sua manifestação.

As crianças são o direito de uma aliança de casamento com Deus (Deuteronômio 28:11). Com base na Palavra de Deus, que nos propusemos, você tem o desejo de seu coração, um filho de seus próprios pais. O Senhor aperfeiçoa o que lhe diz respeito (Salmo 138: 8).

A Palavra de Deus é sempre a Sua vontade. Nós incluímos uma oração e escrituras que acreditamos ser para você ficar com elas. Faça das escrituras parte de sua vida de oração, você pode ter certeza de que você está orando de acordo com a vontade de Deus. "E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve e, se sabemos que ele nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que nós pediu-lhe "(1 João 5:14-15).

Acreditamos em você!

Pai, como Seus filhos, chegamos a Você para lembrá-lo que temos o resgate da maldição da lei e Você nos prometeu todas as bênçãos de Abraão. Estamos em uma aliança com você e esperamos que você possa cumprir as condições daquela aliança.

Pai, nosso desejo é de ter um bebê, e uma vez que a Tua Palavra diz que as crianças são um presente seu, esperamos ter um bebê normal, saudável. O Senhor nos resgatou da maldição. Sua Palavra diz Você vai abençoar o fruto do ventre, e Tua Palavra diz que sobre não perder nenhum dos seus jovens por aborto, nem estéril e que vai mantê-la segura e fértil. Desde que ela não está mais sob a maldição ela vai ser capaz de ter esse filho da maneira prevista inicialmente para a véspera de ter filhos livres da dor e do sofrimento e dores e espasmos de angústia. Então esperamos  que essa criança seja trazida ao mundo de forma rápida e sem dor. Nós acreditamos que ela vai  sentir as contrações, mas sem sentir nenhuma dor. Nós acreditamos que, de acordo com a Tua Palavra, que ela terá uma gravidez bonita sem nenhum sofrimento durante a mesma.

Obrigado, Pai, por ouvir e atender as nossas orações e por velar fielmente sobre Tua Palavra para a cumprir. Sabemos que você tem dado seus anjos e ordenará a nós para acompanhar e defender e preservar-nos em todos os nossos caminhos.

Obrigado, Senhor, por ouvir e atender as nossas orações. Nós Te amamos e agradecemos. Estamos ansiosos para ver este pequeno precioso amor que Tu tens escolhido especialmente para nós.

(Kenneth Copeland Ministries)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

ORAÇÃO PARA O CORAÇÃO DE UMA MÃE PREOCUPADA

Você se preocupa? Eu acho que todos podemos admitir que o fazemos. Na verdade, nós provavelmente nos preocupamos mais do que imaginamos. Como mãe, eu me encontro preocupada com os meus filhos, sobre a sua saúde, a sua aprendizagem, e eu só posso orar na hora de dormir a cada dia.

Eu também encontro-me preocupada com o pagamento de contas, informações sobre viagens do meu marido a trabalho, e sobre o que falar com o meu médico a respeito de meus resultados. Minhas listas de afazeres me manter acordada durante a noite, porque eu temo que eu vou esquecer de fazer algo importante. Perguntas "e se?" e " eu devo fazer?" Redemoinho em volta da minha mente, me segurando como refém e me mantendo acorrentada às minhas preocupações e temores.

A preocupação é uma espécie de "pecado aceitável." Por isso quero dizer que a preocupação é um daqueles pecados que todo mundo costuma praticar e não costumamos enfrentar. Como a fofoca, a preocupação é algo que todos nós sabemos que não é correto mas, muitas vezes, passamos por cima dela e costumamos chamá-la de stress. Especialmente para as mulheres, a preocupação pode ser esperada em algumas situações e às vezes pode parecer estranha.

Mas, no fundo, queremos ser libertadas do sentimento crônico, da desgraça e da expectativa de que há algo ruim à espreita ao virar da esquina. Sabemos que a Bíblia nos diz para não nos preocuparmos, mas pensamentos parecem fazer parte de nós que não sabemos como parar.

O que podemos fazer?

Lembre-se e ore. Como óleo e água, confiança e preocupação não se misturam. Para expulsar preocupação do nosso coração, precisamos fazer crescer raízes mais profundas da confiança em Deus. Uma e outra vez nos Salmos, quando o coração do escritor era pesado, ele se virava para olhar para trás, tudo o que Deus tinha feito por ele. Quando o salmista olhou de volta para a fidelidade de Deus e seus cuidados soberanos para com ele, ele foi capaz de confiar em Deus, mesmo no meio de circunstâncias preocupantes.

Quando olhamos para trás em nossas próprias vidas e vemos a fidelidade de Deus sobre nós, dá-nos confiança e esperança na sua fidelidade. Nós olhamos para trás para a nossa própria história da salvação. Vemos que Jesus morreu na cruz por nossos pecados, que esta é a demonstração do amor de Deus por nós. Quando preocupações ameaçam se aproveitar do nosso coração, precisamos lembrar e nos debruçar sobre a verdade do evangelho. Lembrando que a cruz nos impulsiona à fé para o que vem pela frente.

E, quando nos lembramos, nós precisamos nos voltar para Deus em oração. Hebreus diz que por causa de Jesus, podemos chegar ao trono da graça com confiança, para receber a ajuda de que precisamos (Hebreus 4:16). 


Paulo estava se referindo a preocupação crônica quando escreveu em Filipenses 4: 6: "Não andeis ansiosos por coisa alguma, mas em todas as situações, pela oração e súplica, com ações de graças, apresentem seus pedidos a Deus." Estejamos prontos a dar as nossas preocupações para Deus em oração, confiando-lhe todos os nossos fardos e cuidados. 

Como resultado, nós receberemos em troca a paz que almejamos, "E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus"(Filipenses 4: 7).

Você pode até orar algo assim...

Uma oração para o coração preocupado:

Meu Pai do Céu, eu venho a você com o coração pesado e cheio de tantas preocupações e cuidados. Eu quero apenas me enrolar em seu colo e encontrar alguma paz no caos da minha vida. Minhas preocupações enchem minha mente dia e noite. Meu estômago está em nó e eu mal posso respirar. Eu sinto que estou secando; a alegria foi sugada para fora de mim.

Mas você disse para vir até você com todos os meus fardos. Você disse que você vai carregá-los. Você nos diz que você é uma rocha, um escudo, uma fortaleza. Eu preciso de uma rocha no momento. Eu preciso de uma fortaleza a correr para agora. Eu preciso de você.

Há tantas decisões a tomar. E se eu o fizer errado? Tantas coisas ruins surgem no horizonte, o se eu não estiver preparada? Ajuda-me a concentrar meu coração em você e não sobre os gigantes em torno de mim. Eu sei que todas essas preocupações estão me impedindo de confiar em você. Como Pedro, em vez de olhar para o seu rosto, eu estou olhando em volta para as ondas que me cercam.

Perdoe-me por duvidar e não viver uma vida de confiança. Eu acredito, mas por favor me ajude na minha incredulidade! Eu sei que quando eu me preocupo, eu estou acreditando numa mentira que diz que eu posso controlar o que acontece na minha vida. Perdoe-me por tentar controlar algo que eu nunca realmente terei o controle de. Ajuda-me a confiar em sua palavra e não em mentiras.

Você enviou o seu Filho para levar o meu maior peso na cruz. Eu sei que você pode lidar com tudo o que me preocupa hoje. Não há nada grande demais para você, a terra é o apoio dos Seus pés e o vento e a chuva vão e vem em Seu comando. Liberte-me desta preocupação hoje. Ajuda-me a confiar na mesma graça que me salvou na cruz para e me salve de tudo o que me pesa para baixo.

Eu sei que você tem um plano perfeito para a minha vida. Ajuda-me a andar por fé e não por vista. Eu quero confiar em seu plano e seu amor por mim. Eu quero enfrentar o futuro desconhecido confiante de que você tem tudo sob controle. Concedei-me a graça que eu preciso.

Obrigada por Jesus, por causa dele é que eu posso vir a você em confiança. Você me aceita como eu sou, com preocupações e tudo. Eu quero entregar tudo para você agora, em nome de Jesus, Amém.



(Christina Fox)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

terça-feira, 17 de novembro de 2015

ORAÇÃO LOGO DE MANHÃ

Senhor, neste dia que amanhece, antes de executar qualquer atividade que me é incumbida, quero aprender a louvar Teu Nome.

Eu sei que tropeço, muitas vezes, em palavras, por não encontrar as apropriadas no momento em que faço oração. Daí me sinto encabulado, sem saber o que dizer.

Também sei que, durante as atividades do dia, muitas palavras vêm a minha boca e eu as profiro sem pensar nas consequências que trarão às pessoas que estão ao meu lado. Com isso eu as ofendo, sem que tivesse intensão de fazê-lo.

Peço-Te, Senhor, que me dê sabedoria, assim como o Senhor a deu ao Rei Salomão, em sonhos, para separar neste dia o que é certo do que é errado, e viver segundo os seus mandamentos.

Agradeço-Te, Senhor, pelo livre arbítrio, que me permite fazer o que quiser, mas ao mesmo tempo eu Te peço que me dê coragem para dizer NÃO, nas situações em que recebo um convite para alguma ação que me levará a cometer pecado.

Ilumine meu corpo, Senhor, a fim de que as pessoas que se aproximem de mim, neste dia, sintam a alegria que nele existe. E tenham também o desejo de receber essa força. Assim, caso algumas delas me perguntem, eu direi: Vem do Senhor meu Deus, meu Senhor e meu Salvador, a quem amo e peço que ilumine minha mente.

Meu desejo, Senhor, neste dia, é que as pessoas vejam em mim um seguidor de seus mandamentos, também que elas digam: Quero ser também assim, Senhor, um filho de Deus. Quero seguir seus mandamentos e receber diariamente Tuas bênçãos.

Eu Te agradeço Senhor, pelo brilho do sol, que ilumina a terra, neste momento, dando vigor às plantas, de modo que produzam folhas para fazer fotossíntese; flores para embelezar nossa vida e frutos para alimentar a humanidade.

Eu Te agradeço Senhor, pela paz que existe, neste momento, entre os homens do planeta Terra; pelos acordos que estão em andamento entre as nações que antes viviam em conflito, pois não é de seu gosto que os homens destruam com suas armas a beleza do mundo que o Senhor criou.

Eu Te agradeço Senhor, pela paz que reina na minha rua, neste momento, entre todos os vizinhos conhecidos e desconhecidos, de modo que a vida flua bem e com tranquilidade entre todos nós.

Eu Te agradeço Senhor, pelos nossos filhos, que representam a continuidade de nossa existência e Te peço que ilumine o caminho deles, e os proteja, de modo que não caiam em tentação, nem para a esquerda nem para a direita.

Eu Te agradeço Senhor, pelo canto melodioso dos pássaros, que alegra os lugares em que estamos e trazem harmonia à natureza, deixando-a mais bela e propícia para nossa habitação.

Eu Te agradeço pela existência dos animais silvestres e também pelos animais domésticos, que nos acompanham no dia a dia e alegram com suas vivacidades nossa existência.

Amém.

(José Guimarães e Silva)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org




segunda-feira, 16 de novembro de 2015

SETE COISAS A ORAR POR SEUS FILHOS

Alguns anos atrás, um bom amigo compartilhou comigo sete textos da Escritura que ele e sua esposa oravam por suas duas filhas a partir do momento que elas eram crianças. As meninas agora são adultas e é bonito ver como Deus ainda responde aos fiéis, às orações específicas dos pais, cheios de fé, na vida de seus filhos, e de mulheres piedosas.

Tenho usado frequentemente estas orações quando oro por meus filhos também. E eu recomendo-os para você.

Mas, é claro, as orações não são magias. Não é uma questão de apenas dizer as coisas certas e nossos filhos serão abençoados com sucesso.

Alguns pais sinceramente oram e seus filhos se tornam líderes talentosos ou estudiosos ou músicos ou atletas. Outros sinceramente oram e os filhos vem a desenvolver uma deficiência grave ou doença ou vagam pelo deserto pródigo ou apenas lutam mais do que outros socialmente ou academicamente ou atleticamente. E a verdade é que Deus está respondendo a todas as orações desses pais, mas para fins muito diferentes.

É por isso que Escrituras como João 9: 1-3 estão na Bíblia. Não podemos avaliar muito rapidamente os propósitos de Deus, porque eles podem ser oposto de nossas percepções. Deus mede o sucesso de forma diferente do que nós, e é por isso que muitas vezes responde a nossas orações de uma forma que não esperamos.

Então ore por seus filhos. Jesus nos promete que, se pedirmos, buscarmos e batermos o Pai nos dará bom retorno (Lucas 11: 9-13), mesmo se o bem não é aparente por 40 anos.

Porque Jesus perguntou regularmente aqueles que vieram a ele: "O que você quer que eu faça por você?" (Marcos 10:51), sabemos que ele quer que sejamos específico com nossos pedidos.

Então, aqui estão sete votos, coisas específicas para orar por seus filhos:

1. Que Jesus venha chamá-los e ninguém possa impedi-los de entrar.

Em seguida, as crianças foram trazidos a ele que ele poderia colocar suas mãos sobre elas e orar. Os discípulos repreenderam as pessoas, mas Jesus disse: "Deixem que as crianças venham a mim e não as impeçais, porque de tais é o reino dos céus." E pôs as mãos sobre elas e foi embora. (Mateus 19:13 -15)

2. Que eles respondam com fé e fidelidade à chamada persistente de Jesus.

O Senhor não é lento para cumprir sua promessa, como alguns a julgam demorada, mas é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento (2 Pedro 3: 9)

3. Que eles experimentem a santificação através da obra transformadora do Espírito Santo e, cada vez mais desejem cumprir os maiores mandamentos.

E ele lhe disse: "Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, de toda a tua alma e com toda tua mente. Este é o grande e primeiro mandamento. E um segundo é semelhante a ele: Amarás o teu próximo como a ti mesmo ". (Mateus 22:37-39)

4. Que eles não tenham jugo desigual em seus relacionamentos íntimos, especialmente para casamento.

Não se unam em jugo desigual com os incrédulos. Pois que parceria tem a justiça com a injustiça? Ou que comunhão tem a luz com as trevas? (2 Coríntios 6:14)

5. Que seus pensamentos sejam puros.

Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo é nobre, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo é louvável, se houver alguma excelência, se há alguma coisa digna de louvor, nisso pensai. (Filipenses 4 : 8)

6. Que seus corações sejam movidos para se darem generosamente à obra do Senhor.

Trouxe uma oferta todo homem e mulher cujo coração voluntariamente se moveu a trazer alguma coisa para toda a obra que o senhor ordenara se fizesse por intermédio de Moisés; assim trouxeram os filhos de Israel uma oferta voluntária ao Senhor. (Exodo 35:29)

7. Que, quando for a hora certa, eles possam ir!

E Jesus veio e disse-lhes: "Toda a autoridade no céu e na terra foi dada para mim.Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a observar tudo o que vos tenho ordenado. E eis que eu estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos "(Mateus 28: 18-20)

(Jon Bloom)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


quinta-feira, 12 de novembro de 2015

12 DE NOVEMBRO - DIA DO DIRETOR DA ESCOLA

Vamos separar um momento durante do dia e interceder pelo(a) Diretor(a) da Escola que adotamos em oração! (função, família, filhos, etc...)
O Dia do Diretor de Escola é comemorado, hoje, 12 de novembro em todo o Brasil.
No dia em que se comemora o dia deste grande colaborador da educação, O Ministério Internacional Mães Unidas em Oração agradece o empenho e a parceria de todos os diretores de escola do nosso país. Estes profissionais com capacidade, sabedoria e honestidade contribuem para a melhoria de nossa sociedade e dos indivíduos nela envolvidos.
Eles são milhares e se somam à grande parte de educadores que tem em sua empreitada diária, o cuidado com a escola - crianças, adolescentes e adultos. O trabalho é quase um sacerdócio, tendo em vista que em sua responsabilidade está a educação de muitos brasileiros e brasileiras. Eles são pais e mães diante das dificuldades, são conciliadores diante de conflitos e ainda tem como sua principal função, a direção de uma escola.

A administração da escola não é um processo destacado da atividade educacional , ao contrário, está envolvido nela de tal forma que o diretor precisa estar sempre atento às conseqüências educativas de suas decisões e atos. No desempenho da sua função, o diretor é um educador preocupado com o bem-estar dos alunos, e não apenas um administrador em busca de eficiência.

O diretor tem em suas mãos uma grande soma de responsabilidades. Na verdade, ele é responsável por tudo o que se passa na escola. Em ocasiões especiais, o diretor representa a própria escola, por exemplo, quando comparece a uma solenidade como convidado por sua função de diretor, quando preside uma reunião na própria escola, quando confere certificados e diplomas, quando se dirige a outras entidades para tratar de assuntos de interesse da escola.

Assim sendo, diretor de escola é uma função bastante complexa com três aspectos relevantes: autoridade escolar; educador e administrador. Os que convivem com um diretor competente costumam admirá-lo como pessoa, apreciam seu discernimento, reconhecem sua personalidade positiva, mas quanto as tarefas, não as conhecem claramente.
"O progresso da ciência e da técnica com sua projeção nas atividades humanas, precisa ser assimilado pelos administradores escolares, o que dará uma consciência de efetiva prioridade aos problemas da educação no país".

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


quarta-feira, 11 de novembro de 2015

PAIS ORANDO PELOS FILHOS

"Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim! Minha filha está horrivelmente endemoninhada… Então lhe disse Jesus: ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E desde aquele momento, sua filha ficou sã". (Mt 15.22-28)

Orar pelos filhos é um dever bíblico muito negligenciado pelos pais crentes. Deus pode salvar os seus filhos desde a tenra idade, desde que haja oração incessante por parte dos pais.
Lembre-se do convite de Jesus: Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a mim, porque dos tais é o reino dos céus (Mt 19.14). A falta de oração é um grande embaraço a conversão dos nossos filhos.

Porque você deve orar pela conversão dos seus filhos? Quais as motivações bíblicas que você tem para orar?

1. A salvação do seu filho vale qualquer esforço para você orar.


Uma alma vale mais que o mundo inteiro. E a alma de um filho é a coisa mais preciosa para um pai. Por isso você deve lutar e se esforçar em oração pedindo a Deus, a conversão dos seus filhos. Será uma dor terrível para um pai ou uma mãe saber que o seu filho passará a eternidade longe de Deus (Leia Lc 16.27-29). Talvez você esteja preocupado em dar muitas coisas materiais para o seu filho e por causa disto você não está preocupado com a salvação dele e não tem tempo de orar por ele. Caia na real!

2. Ninguém pode orar mais pelo seu filho do que você

Algumas pessoas poderão orar pelo seu filho, mas ninguém mais interessado do que você. Quem ama, ora. E a maior demonstração de amor que você pode dar pelo seu filho é orando por ele. Você conhece as necessidades do seu filho e, portando, está qualificada a interceder por ele junto a Deus. Ele nos incita a orar apelando para o amor paternal: "Ora, se vós, que sóis maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?" (Lc 11.13). Não há coisa melhor que o seu filho possa receber do que a pessoa do Espírito Santo.

3. A Aliança de Deus é uma fonte de encorajamento para você orar pelo seu filho.

O que Deus disse a Abraão é valido para todo pai crente de hoje: "estabelecerei a minha aliança entre mim e ti e a tua descendência no decurso das suas gerações, aliança perpétua, para ser o teu Deus e da tua descendência". (Gn 17.7). Leia também Is 59.21. Se você está em Cristo você também é filho de Abraão e esta promessa se aplica a você. "E, se sois de Cristo, também sois descendentes de Abraão e herdeiros segundo a promessa". (Gl 3.29). Deus tem uma promessa: ele quer ser o Deus dos seus descendentes. Creia nisto! Ore pela salvação dos seus filhos.

4. A sua omissão em orar pelo seu filho trará muitos sofrimentos para você e para ele.


Os nossos filhos estão na mira do inferno. Eles estão cercados de más influências e eles são bastante influenciáveis. Eles são pecadores propensos a cair no pecado. Por isso eles precisam da proteção e da direção de Deus. E a oração é o meio pelo qual você tem para pedir a Deus que cuide dos seus filhos. "Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando". (Tg 4.17). Não seja omisso ou não peque deixando de orar pelos seus filhos. Ore pela salvação deles!

(Rev. Arival Dias Casimiro)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

contato@maesunidasemoracao.org



segunda-feira, 9 de novembro de 2015

QUANDO DEUS PARECE AUSENTE

Leitura Bíblica: Ester 6:12-14

Se você é como eu, está sempre esperando que o outro pé de sapato caia. Neste caso, estamos esperando e desejando que Hamã receba o que merece. Tudo em nós clama por justiça. Em especial com um perdedor como Hamã, que já se pavoneou o suficiente.

Nem uma vez sequer durante toda a jactância e conspiração perversa de Hamã, Deus o ignorara ou ao seu plano de assassinar Mardoqueu e os judeus. Deus não perdera as suas declarações, o orgulho do seu coração e os motivos maldosos por trás de suas decisões. Deus estava invisível, mas não fora do alcance ou passivo. Ele não esquecera o seu povo ou suas promessas a eles – e aos seus inimigos.

Alguém bateu à porta. Antes que pudesse sequer refletir, Hamã foi retirado às pressas de casa e escoltado ao palácio para o banquete que significaria a sua condenação. Não posso deixar de imaginar se no caminho para o palácio, Hamã olhou outra vez para a forca que construíra para Mardoqueu, balançou a cabeça e lamentou o que havia feito.

Um princípio teológico magnífico sublinhado repetidamente nas Escrituras é este:Quando Deus parece ausente, ele está presente. Mesmo quando você pensa que perdeu tudo, Deus usa o fato como uma oportunidade para despertá-lo para a compreensão de que ele se encontra no controle, assim como para levá-lo a ajoelhar-se.

Você sente que Deus tem estado ausente em sua vida, de alguma forma distante? Quero lembrá-lo disto: ele pode ter parecido ausente para você, mas tem estado presente o tempo todo. Além disso, ele conhece o seu coração. Sabe a verdadeira condição da sua alma. Sabe as impurezas ocultas em seus motivos. Sabe a profunda depravação do seu pecado. Mas ele ouviu o seu clamor e não vai rejeitá-lo.

(Charles Swindoll)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


sábado, 7 de novembro de 2015

ORAI SEM CESSAR - 1 Ts. 5:17

A oração deve ser a chave que abre a porta do dia e tranca que fecha a porta da noite. Lech Valessa, líder sindical e político polonês disse o seguinte sobre oração: “Um homem que não ora é um homem perigoso, pois seus únicos ideais voltam-se para si mesmo”.
A vida cristã envolve uma permanente atitude de oração.

1. Orai sem cessar: no ônibus, na escola, no trânsito, em casa, no trabalho, em todo lugar é lugar de orar – “com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos” (Ef 6.18).

2. Orai se cessar: para que a sua ação seja prudente e a reação seja mansa – “Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu, na terra; portanto, sejam poucas as tuas palavras” (Ec 5.2).

3. Orai sem cessar: para que o seu coração tenha prazer no amor e se horrorize diante da possibilidade da indiferença – “Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração. Está alguém alegre? Cante louvores” (Tg 5.13).

4. Orai se cessar: para que a mesma língua que glorifica ao Senhor não calunie os irmãos. Para que o poder de sua mente não seja o de criticar, mas o de construir – “E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber? Então, Moisés clamou ao Senhor, e o Senhor lhe mostrou uma árvore; lançou-a Moisés nas águas, e as águas se tornaram doces. Deu-lhes ali estatutos e uma ordenação, e ali os provou” (Ex 15.24,25).

5. Orai sem cessar: para que não se perca o verdadeiro significado das coisas, para que os valores não sejam invertidos – “Então, me invocarão, mas eu não responderei; procurar-me-ão, porém não me hão de achar. Porquanto aborreceram o conhecimento e não preferiram o temor do Senhor” (Pv 1.28,29).

6. Orai se cessar: para que não caia em tentação de pensar que sua opinião é uma lei e sua vontade um oráculo – “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca” (Mt 26.41).

7. Orai sem cessar: para que o fluxo do Espírito Santo não cesse em sua vida, secando os frutos, os dons, a vida espiritual – “Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos” (Rm 8.26,27).

8. Orai sem cessar: porque sem oração cessa toda a virtude da vida, ficando apenas a perigosa e legalista religiosidade dos fariseus – “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia!” (Mt 23.27).

O caminho para a paz e qualidade de vida é a intimidade com Deus, que somente é conquistada através da oração, veja o que diz Filipenses 4.6,7: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. 7E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”.

(Caio Fábio)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

ENTENDENDO O PAI NOSSO

Jesus ensinou seus discípulos a orar e deixou um modelo de oração que deve ser bem entendida. Mais do que uma “reza” prá ser repetida por “papagaios religiosos” a oração do “Pai nosso” tem lições que vamos ver agora, são 10 itens:

1º - REDENÇÃO - Pai nosso ...
Podemos dizer Pai nosso, porque os que aceitaram Jesus são feitos filhos de Deus. (João 1:12)

2º - AUTORIDADE - ... que estás nos céus ...
Ele é o Senhor soberano, criador, todo-poderoso, tem autoridade e nos dá autoridade (Mc. 16:17; Lc. 10:19)

3º - ADORAÇÃO - ... santificado seja o Teu nome ...
O Senhor procura verdadeiros adoradores que O adorem em espírito e em verdade. (Jo. 4:23-24). A expressão “Teu nome” se refere a Deus na Sua totalidade, significa Deus em todos os Seus atributos, é a preocupação genuína em dar toda a glória a Deus Pai. (João 8:50).

4º - GOVERNO - ...venha a nós o Teu reino ...
Deus governa todo o Universo e governa também minha vida, o governo de Deus implica em impactar o mundo através do Evangelho, quando vidas são libertas, famílias restauradas, enfermos são curados, pecadores transformados em santos, o Reino de Deus está sendo implantado. Quando oramos: “venha o Teu reino”, estamos orando pelo sucesso do evangelho, em sua amplitude e poder, é uma oração missionária, e também indica que estamos esperando e apressando a vinda do dia de Deus. (II Pe. 3:12; Mt. 24:14).

5º - SUBMISSÃO - ... seja feita a Tua vontade assim na Terra como no céu ...
Quando eu começo a desejar a vontade de Deus e não a minha, os itens anteriores são verdade, sou filho, reconheço Sua autoridade, O adoro, estabeleço o Seu governo e não do homem, enfim, seja na Terra ou no céu, Sua vontade é perfeita, boa e agradável. (Rm. 12:2). Esse deve ser o desejo de todo crente sincero ansiando para que o mundo inteiro venha a conheçê-Lo também.

6º - PROVISÃO - ... o pão nosso de cada dia nos dá hoje ...
Deus garante a provisão necessária para os seus filhos, isso é a expressão do Seu cuidado conosco. A nós cabe viver na Sua dependência, confiando nas Suas promessas. Cristo começa pedindo pelo corpo.

7º - PERDÃO - ... perdoa as nossas dívidas assim como nós perdoamos aos nossos devedores ...
Perdoar não é uma condição para sermos perdoados por Ele, as palavras demonstram o Seu interesse em nos lembrar da necessidade e importância do perdão. A parábola do credor incompassivo ensinam que a prova que você e eu fomos perdoados é que perdoamos aos outros. O homem que sabe que foi perdoado em virtude do sangue vertido por Cristo, e nada mais, é o indivíduo que sente a compulsão de perdoar os outros.

8º - PROTEÇÃO - ... não nos deixes cair em tentação ...
Assim como Jesus estendeu a Sua mão e segurou a Pedro, assim devemos estar pedindo que Deus nos segure com Sua mão porque Ele conhece nossa fraqueza. Jesus é o nosso Pastor e nos guiará em proteção. Nesse sentido Jesus nos ensina a orar e vigiar para não entrar em tentação (Mt. 26:41).

9º - LIBERTAÇÃO - ... mas livra-nos do mal ...
Por qual motivo deveríamos pedir a Deus para sermos resguardados do mal? Pelo grande e admirável motivo que a nossa comunhão com Deus jamais venha a sofrer interrupção. O mal aqui inclui não somente o diabo mas também todas as formas e variedades do mal. Só está livre quem é redimido por Cristo (Jo. 8:32)

10º - SEGURANÇA - ... pois Teu é o Reino, o poder e a glória para sempre.
Quando consideramos as nossas necessidades e também o quanto dependemos d'Ele e as nossas relações com Ele, não podemos parar, dizendo: “livra-nos do mal”. Precisamos terminar nossa oração conforme havíamos começado, isto é, louvando ao Senhor. Podemos chegar com confiança diante do Trono da graça (Hb. 4:16)

(Pr Claudio Galvão)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org



quinta-feira, 5 de novembro de 2015

A ORAÇÃO SIMPLES

Não existe oração errada. Aliás, a oração errada é aquela que não é feita. A Bíblia Sagrada ensina que se deve orar a respeito de tudo. Orar por qualquer motivo, qualquer hora, qualquer lugar, sempre que o coração não estiver em paz. Tão logo o coração experimente apreensão, preocupação, medo, angústia, enfim, seja perturbado por alguma coisa, a ação imediata de quem confia em Deus é a oração.

O apóstolo Paulo diz que não precisamos andar ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, com ação de graças, devemos apresentar nossos pedidos a Deus, tendo nas mãos a promessa de que a paz de Deus que excede todo o entendimento, guardará nossos sentimentos e pensamentos em Cristo Jesus (Filipenses 4.6,7). A expressão "coisa alguma" inclui desde uma vaga no estacionamento do shopping center quanto o fechamento de um negócio, o desejo de que não chova no dia da festa quanto a enfermidade de uma pessoa querida.

Esta experiência de oração é chamada de oração simples: orar sem censura filosófica ou teológica, orar sem se perguntar "é legítimo pedir isso a Deus?" ou "será que Deus se envolve nesse tipo de coisa?". Simplesmente orar.

A garantia que temos quando oramos assim é a paz de Deus em nossos corações e mentes. A Bíblia não garante que Deus atenderá nossos pedidos exatamente como foram feitos: pode ser que a vaga no estacionamento não seja encontrada e que chova no dia da festa. A oração não se presta a fazer Deus trabalhar para nós, atendendo nossos caprichos e provendo o nosso conforto. Já que a causa da oração simples é a ansiedade, a resposta de Deus é a paz. O resultado da oração não é necessariamente a mudança da realidade a respeito da qual se ora, mas a mudança da pessoa que ora. 


A mudança da situação a respeito da qual se ora é uma possibilidade, a mudança do coração e da mente da pessoa que ora é uma realidade. Deus não prometeu dizer sim a todos os nossos pedidos, mas nos garantiu dar paz e nos conduzir à serenidade. Não prometeu nos livrar do vale da sombra da morte, mas nos garantiu que estaria lá conosco e nos conduziria em segurança através dele.

O maior fruto da oração não é o atendimento do pedido ou da súplica, mas a maturidade crescente da pessoa que ora. Na verdade, a estatura espiritual de uma pessoa pode ser medida pelo conteúdo de suas orações. Assim como sabemos se nossos filhos estão crescendo observando o que nos pedem e o que esperam de nós, podemos avaliar nosso próprio crescimento espiritual através de nossos pedidos e súplicas a Deus. As orações revelam o que realmente ocupa nossos corações, o que realmente é objeto dos nossos desejos, o que nos amedronta, nos desestabiliza e nos rouba a paz.

O apóstolo Paulo diz que quando era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Mas quando se tornou homem, deixou para trás as coisas de menino (1Coríntios 13.11). Não existe oração certa e errada. Mas existe oração de menino e oração de homem. Oração de menina e oração de mulher. A diferença está no coração: coração de menino e de menina, ora como menino e menina.

A nossa certeza é que Deus também gosta de crianças.


(Ed Rene Kivitz)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

ELA TEVE ATITUDE DE FÉ E ENTREGA

Elcana tinha duas mulheres: Penina, que tinha filhos, e Ana que desejava, mas não conseguia engravidar (1 Samuel 1:2).

Durante anos Penina irritava e provocava Ana por esta não ser mãe (1 Samuel 1:6). Isso entristecia o seu coração, o que a fazia sempre chorar na presença do Senhor. Porém, um dia ela fez uma oração específica, pedindo uma criança a Deus, que seria entregue para servir ao Senhor. E assim, o clamor de Ana foi atendido (1 Samuel 1:10 e 20).

Fé incessante

Apesar de Ana sofrer com as agressões de sua rival Penina, de não ter a compreensão de seu marido quanto ao seu sofrimento (1 Samuel 1:8) e de sua entrega não ser entendida pelo sacerdote Eli, que a julgou por embriagada (1 Samuel 1:12-16), ela não deixou de acreditar que Deus poderia lhe dar o filho que ela tanto desejava.

O mais interessante é que ela não se estressou com ninguém; ela manteve o equilíbrio, mas colocava toda a sua ansiedade e sofrimento no altar do Senhor.

Será que fazemos isso também quando desejamos algo que não temos? Ou entramos no desespero, perdemos a compostura e também a fé?

Temos que aprender com ela a acreditar e não desistir de que viveremos o melhor de Deus em nossas vidas. Devemos não nos deixar levar por opiniões das pessoas, por circunstâncias e por não ver nada acontecendo. Isso é ter fé.

Entrega da promessa


Ana engravidou e deu à luz Samuel. Pouco tempo depois de ele desmamar, ela o consagrou a Deus e o entregou ao sacerdote Eli, para que com ele servisse ao Senhor, assim como quando ela orou e fez um voto diante Dele (1 Samuel 1:24 e 1 Samuel 2:11).

Ela foi uma mulher de palavra. Ao nascer Samuel, Ana sabia que ele era fruto de sua oração e de uma promessa de consagração, por isso tinha que colocar sua fé em prática.

Imagine o quanto ela não sofreu ao se desprender de seu filho? Mas Ana não se prendeu neste seu sentimento, ela queria mesmo era servir ao Senhor com o milagre da vida que Ele mesmo concedeu a ela.

Talvez este seja um segredo: Deus nunca pode te dar algo que você não pode dar a Ele. Deus não quer você preso a nada e a ninguém, Ele quer sim dar o melhor desta Terra a você, mas isso não pode ocupar o lugar d'Ele na sua vida.

Vá até o fim. Coloque sua fé em ação. Se desprenda dos sentimentos de posse e consagre o seu melhor a Deus. Ana fez isso ao consagrar Samuel ao Senhor e ele se tornou um sacerdote, que escreveu uma linda história de obediência e consagração.

(Tany Souza)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

terça-feira, 3 de novembro de 2015

NOSSAS FRAQUEZAS PODEM LEVAR VIDA A OUTROS!

Como as nossas feridas são importantes! De uma ferida pode brotar a vida e surgir a esperança. Sim, Deus quer usar nossas experiências negativas para curar os outros!

Podemos pensar que Deus só admira nossas qualidades e aproveita somente o que fazemos de bom, mas é difícil entender que Deus possa querer usar nossas limitações, nossas fraquezas e aquela ferida que tanto queremos esquecer, para levar esperança às outras mães.

A verdade é que sem essas fraquezas, Deus não pode levar vida a outros, pois são elas que nos tornam humildes, misericordiosos e nos fazem entender a dor do próximo. 

Por isso, não deixe que as marcas dolorosas do seu passado fechem seu coração para Deus. Pelo contrário, use-as como ponto de partida para algo bom, pois muitas mães estão à sua espera, e ninguém melhor do que você para ajudá-las! 

Ore e Deus fará de você um instrumento na vida de outras mães.

Não pense que que para fazer parte de Mães Unidas em Oração é preciso ser capacitada, talentosa, sem falhas e defeitos...

Muito pelo contrario...

(Jane Esther de Paula Rosa)
Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org


segunda-feira, 2 de novembro de 2015

AOS PÉS DO MESTRE

Estar aos pés do Mestre é ter uma vida inteiramente dedicada a Ele, dizendo não aos desejos carnais. É estar cada vez mais próximo do Senhor para aprender maia e mais como fez Maria ( Lc 10: 38,39). Estar aos pés do Mestre é ter uma vida de dedicação e serviço a Ele.
E para estar aos per do Mestre é necessário ter em mente que Jesus é o Senhor da minha vida, é aquele que dirige tudo, sendo necessário crucificar o eu e deixar Jesus ter total controle sobre nós.

É necessário também ter em mente que sou servo de Jesus. Jesus é o meu Senhor, logo sou seu servo fiel e o servo não questiona, obedece. Deve ser algo que vem de dentro de nós, pois Deus vê o nosso interior, portanto não é necessário fazer qualquer tipo de coisa para que outros vejam. Devemos servi-Lo com alegria (Sl 100:2)

Quando estamos aos pés do Mestre, temos a vitória. Jesus é a vitória (1 Co 15: 57). Temos a vitória sobre o pecado e ele não nos domina mais (Jo 8: 36).

Aos pés do Mestre crescemos na graça e no conhecimento ( 2 Pe 3 :18) e não somos facilmente enganados por vãs doutrinas. A Sua Palavra também já está gravada nos nossos corações e não pecamos contra Ele ( Sl 119:11).
Estar aos pés do Mestre é um grande privilégio.

Quando desejamos de todo nosso coração estar aos pés do Mestre, recebemos forças do alto, que nos faz vencer todas as dificuldades que nos sobrevêm.

Maria experimentou isso. Experimente você também. É gratificante. Vale à pena.

(Pra. Lourdes Effgen Gonçalves)

Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?
contato@maesunidasemoracao.org

domingo, 1 de novembro de 2015

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - BRASIL - MÊS DE NOVEMBRO DE 2015

Se a irmã pertence ao Ministério e não recebeu o seu Calendário Nacional de Oração é só nos enviar um e-mail: contato@maesunidasemoracao.org



O Calendário não substitui o encontro semanal dos Grupos de Mães Unidas em Oração.

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20).

Somos apenas servas!


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.maesunidasemoracao.org
contato@maesunidasemoracao.org