Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração

Ministério Internacional de Mães Unidas em Oração
O Ministério Moms In Prayer International, anteriormente conhecido como Moms In Touch / Mães em Contato, chama-se, atualmente, Mães Unidas em Oração no Brasil. Começou em 1984, em Bristish Columbia, Canadá com Fern Nichols. Atualmente o Ministério está em quase 150 países. É um ministério de oração em favor dos nossos filhos (biológicos, adotivos e espirituais), os colegas deles, suas escolas, professores e diretores para que sejam guiados por altos valores bíblicos e morais e, assim, cobrir todas as escolas do mundo com uma rede de proteção espiritual através da oração. A base do Ministério são as escolas de nossos filhos. (Educação Infantil até a Universidade)

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

UMA LIÇÃO DE VIDA


Uma senhora idosa, elegante, bem vestida e penteada, estava de mudança para uma casa de repouso, pois o marido com quem vivera 70 anos, havia morrido e ela ficara só…

Depois de esperar pacientemente por duas horas na sala de visitas, ela ainda deu um lindo sorriso quando uma atendente veio dizer que seu quarto estava pronto.

A caminho de sua nova morada, a atendente ia descrevendo o minúsculo quartinho, inclusive as cortinas de chintz florido que enfeitavam a janela.

- Ah, eu adoro essas cortinas – disse ela com o entusiasmo de uma garotinha que acabou de ganhar um filhote de cachorrinho.

- Mas a senhora ainda nem viu seu quarto…

- Nem preciso ver – respondeu ela. – Felicidade é algo que você decide por princípio. E eu já decidi que vou adorar! É uma decisão que tomo todo dia quando acordo. Sabe, eu tenho duas escolhas: Posso passar o dia inteiro na cama contando as dificuldades que tenho em certas partes do meu corpo que não funcionam bem… ou posso levantar da cama agradecendo pelas outras partes que ainda me obedecem.

Cada dia é um presente. E enquanto meus olhos abrirem, vou focaliza-los no novo dia e também nas boas lembranças que eu guardei para esta época da vida. A velhice é como uma conta bancária: Você só retira daquilo que você guardou. Portanto, lhe aconselho depositar um monte de alegria e felicidade na sua Conta de Lembranças.

E como você vê, eu ainda continuo depositando. Agora, se me permite, gostaria de lhe dar uma receita:

1- Jogue fora todos os números não essenciais para sua sobrevivência.

2- Continue aprendendo. Aprenda mais sobre computador, artesanato, jardinagem, qualquer coisa. Não deixe seu cérebro desocupado.

3- Curta coisas simples.

4- Ria sempre, muito e alto. Ria até perder o fôlego.

5- Lágrimas acontecem. Aguente, sofra e siga em frente. A única pessoa que acompanha você a vida toda é VOCÊ mesmo. Esteja VIVO, enquanto você viver.

6- Esteja sempre rodeado daquilo que você gosta: pode ser família, animais , lembranças, música, plantas, um hobby, o que for. Seu lar é o seu refúgio.

7- Aproveite sua saúde. Se for boa, preserve-a. Se está instável, melhore-a. Se está abaixo desse nível, peça ajuda.

8- Diga a quem você ama, que você realmente o ama, em todas as oportunidades.

E LEMBRE-SE SEMPRE QUE:

A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego …

de tanto rir …

de surpresa …

de êxtase …

de felicidade!

Simples assim!!!

(Autor desconhecido)

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

DIA 4 DE MARÇO, 14H – Primeira reunião de 2015 - Sua presença é indispensável!

Prezada Mãe Unida em Oração,

"Derrama o teu coração como águas perante o Senhor; levante a Ele as tuas mãos pela vida de teus filhos!" (Lm 2.19)

A Paz do Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

Agradecemos a todas vocês do Rio de Janeiro e cidades entorno que tem participado conosco, na Reunião do DEFE-Departamento Feminino da OMEBE, que reserva um espaço para termos nosso momento de Mães Unidas em Oração.

Por isso, queremos convidá-la para estamos juntas na última primeira reunião deste ano no auditório da OMEBE.

Dia: 4 de março
Horário: 14h
Local: Av. Marechal Floriano 143 – 4º andar – Centro do Rio de Janeiro

Sabemos que muitos serão os empecilhos para que a irmã não venha, mas dentro do possível, esteja conosco, está bem?

Você crer no Poder da Oração! Você gostaria de estar conosco? 

“Não pense que a oração é uma tarefa simples. Não, não é. É um grande trabalho. No entanto, as respostas de Deus, muitas vezes, nos surpreendem. Isso é que torna a oração tão emocionante.” (Fern Nichols)

Estamos preparando nossa programação e com certeza Deus falará aos nossos corações.
Estaremos dando um treinamento para as mães que estão começando a liderar seus grupos ou, que são Mães Intercessoras individuais e estão querendo formar seus grupos Mães Unidas em Oração. Venha participar e tirar suas dúvidas!

Teremos, também uma Palestra importantíssima sobre Drogas, com a Terapeuta e Conselheira familiar em Dependência Química Professora Sueli Francinete dos Santos Campista.

Temos muitas mães que estão com os filhos mergulhados nas drogas...

Não se esqueça, nossa reunião começa impreterivelmente às 14h! Será uma tarde abençoadíssima! Sua presença é de suma importância, está bem?

Gostaríamos que a irmã trouxesse alguma coisa para o nosso momento de confraternização (bolo, salgadinho, torta salgada, patê, etc...), enfim, o que puder, está bem?

Sabe,
Às vezes, Deus tira seu sono, para você tirar um tempo pra Ele.
Às vezes Deus tira uma coisa de você, para você lembrar que foi Ele quem deu.
Às vezes Deus te diminui, para você lembrar que Ele é grande.
Às vezes Deus te deixa sem nada, para você lembrar que Ele é tudo.
Às vezes tudo parece escuro, mas é para você lembrar que Ele é a luz.
Tudo o que Deus faz na sua vida, por mais difícil que seja, tem um propósito bom!

Por isso, FÉ - CORAGEM - PERSEVERANÇA, sempre..."

Profa. Jane Esther M. S. de Paula Rosa
Coordenadora Nacional de Mães Unidas em Oração

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Programa REENCONTRO - TV Brasil - 14/02/2015

O Programa REENCONTRO vai ao ar todos os sábados, às 8h, pela TV Brasil. Está no ar há 47 anos. 

Neste Programa:
Pr. Flávio Lima continua a entrevista com a missionária Marilene Santiago; Jane Esther M. S. de Paula Rosa, com o Momento Mães Unidas em Oração; Desembargador Fábio Dutra entrevista a Juiza Katia Cilene da Hora Machado Bugarim e Pr. Joaquim de Paula Rosa, trazendo a mensagem sobre a Bíblia: Livro por Livro – Livro de Oséias.



Como sintonizar: 
Rio de Janeiro (Canais abertos 2 - 32 e 41);
Brasília (2 e 15);
São Paulo (62 e 63);
São Luiz(2);
Cabo Frio (44);
Campos (47);
Macaé(9);
Belo Horizonte (65);
Juiz de Fora (51);
Tabatinga-AM(19);
Porto Alegre(65).

Educativas Locais que também retransmitem o Sinal da TV Brasil:
TVE Acre;
TV Cultura do Amazonas;
TVE Alagoas;
TVE Bahia;
TV Ceará;
TV Espírito Santo;
TV UFG/Goiás;
Rede Minas/Canal 9;
TVBrasil Pantanal;
TVU Mato Grosso;
TV Cultura Pará;
TV U da Paraíba;
TV U de Pernambuco;
TV Pernambuco;
TV Antares/PI;
TV U RGNorte;
TV U de Roraima;
TV Aperipê/Sergipe;
Rede SAT Tocantins(Ch 13)
E, em todas as TVs por Assinaturas: SKY, OI, VIVO, CLARO, NET, GVT, etc...

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

EM UM MINUTO... A VIDA MUDA...


“Durante 5 anos participei de reuniões de movimento de oração, em minha Igreja Presbiteriana no Rio de Janeiro onde sou membro, mas nunca tinha sentido em meu coração a necessidade de orar como no 29 de junho do ano passado. Foi então que conheci, Mães Unidas em Oração, durante o Chá para mulheres da Sociedade Bíblica do Brasil.

Sempre fui com minha família a igreja, mas não tínhamos compromisso com Deus. Não éramos assíduos e nem tão pouco estávamos presentes nas reuniões semanais. Meus filhos iam quando tinham vontade, quando queriam. Nunca me preocupei em conduzi-los nos caminhos do Senhor. Muito menos da necessidade de participarem, desde pequenos na EBD. Eu era uma mãe displicente com Deus. Nunca tínhamos sofrido nenhum problema. A vida era muito "normal".

Bem, no ano passado, meu filho mais novo, Benjamim, de 23 anos passou por um dos piores momentos de sua vida e trouxe desespero para todos nós. Ele estava cursando o último período Engenharia de Telecomunicações e foi a um encontro com os colegas em um restaurante ao ar livre na praia de Ipanema no dia 28 de junho, uma sexta-feira para festejar o final do curso.

Na hora, do nada, sem nenhuma explicação senti um aperto no meu coração, e disse para ele não ir. Disse que meu coração estava apertado. Ele disse que não teria nenhum motivo para eu me preocupar, pois o encontro seria com a turma dele e que todos estariam juntos. Não teria nenhum problema.

Bem, em determinado momento apareceram uns rapazes estranhos que não pertenciam a o grupo e começaram a perturbar as colegas de classe com palavras de baixo calão. Meu filho Benjamim, e mais dois colegas foram falar com eles e pedir que deixassem as colegas em paz.

Um dos rapazes começou a discutir com eles e disse que queria ver quem iria tirá-los dali. Thomaz, amigo de meu filho disse que iria chamar a policia. Outro rapaz sacou uma arma e disse que se alguém se mexesse que ele iria atirar.

De repente ele atirou e a bala acertou meu filho em cheio. Eles fugiram, Meu filho foi socorrido pelos colegas e levado para o hospital.

Bem, tão logo recebemos a notícia, eu, meu esposo, nossos outros dois filhos e minha mãe fomos para o hospital. Foram momentos terríveis, de total angústia.

Assim que chegamos, encontramos alguns dos colegas de nosso filho no hospital. Eles estavam transtornados com o que tinha acontecido. Informaram que nosso filho já estava no centro cirúrgico. Passamos as horas sem ter noticias e aguardando a finalização da cirurgia para sabermos exatamente o que estava acontecendo. Nada da cirurgia terminar... Quando o dia estava prestes a amanheceu, a cirurgia acabou. O medico veio até onde estávamos e disse que o quadro de meu filho era extremamente grave! Que teríamos de aguardar as próximas 24 horas! A bala tinha perfurado alguns órgãos e que ele havia tido uma parada respiratória durante a cirurgia. Estava no CTI.

Durante o restante da noite eu orei como nunca tinha orado e pedi a Deus pela vida de meu filho!

De manhã, enquanto as enfermeiras trocavam o plantão, uma delas ligou a televisão começou a mexer nos canais.... Mesmo cansada comecei a ouvir uma jovem senhora falando: “- mãe a sua causa não está perdida. Creia no poder de Deus e que Ele poder operar maravilhas na vida de seu filho. Ele está no controle de todas as coisas. Apenas creia!“

Aquela palavra tocou tão forte em meu coração que naquele momento, senti de Deus um refrigério muito grande. Procurei me informar a respeito do Programa, consegui o telefone e entrei em contato com a irmã Jane Esther. Naquele momento meu coração estava disparado. Disse para ela o que tinha acontecido. Ela orou comigo e disse que estava a disposição para o que eu precisasse. Disse também que outras mães estariam orando.... Foi especial!

Ela lei a Bíblia, a Palavra de Deus, no Salmo 91. Eu ouvia atenta todos os detalhes. Fiquei imensamente grata... Meu filho sentiu em seu coração o Toque do Espirito Santo.. Ele disse: o Senhor Jesus está tocando em meu coração. Estou sentindo a presença dele. Aleluia!

Eu telefonava para ela sempre que podia e ela orava por mim. Como me senti consolada. Como foi importante aquele momento juntas...

O quadro do meu filho foi melhorando. Em menos de 20 dias teve alta e foi para casa... Passados dois meses, meu filho já estava bem e pode participou da formatura no final do ano.

Hoje ele é líder dos jovens na Igreja. Passamos a ter compromisso com Deus e não faltar mais aos cultos. Meus outros dois filhos hoje estão integrados na igreja.

Procurei informações com a irmã Jane Esther de como poderia ser uma Mãe Unida em Oração. Ela me explicou dizendo que, primeiramente a mãe tem que sentir o toque do Espírito Santo. Depois pedir que Deus levante outra mãe com o mesmo propósito e, assim que tiver outra mãe para orarmos juntas, poderia formar o grupo e se reunir onde eu achasse melhor. Que seria bom participar do treinamento para conhecer os Quatro Passos Para Oração.

Participei do Treinamento feito na OMEBE e, hoje tenho meu grupo de oração em minha casa com mais cinco mães. Tenho a alegria se saber que estou somando com mães de mais 146 países. Que faço parte deste abençoado Ministério de oração.

Muito obrigada, Mães Unidas em Oração!"

Mônica Moraes da Costa Fernandes
Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração - Rio de Janeiro, RJ
(Testemunho usado com permissão da mãe)


segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

FILHOS PEQUENOS E REBELDES...O QUE FAZER?

Entre os 2 e os 3 anos, a criança experimenta uma crise de oposição. Nesta idade, a criança descobre-se como pessoa diferente dos adultos, com possibilidades de independência, e tenta AUTO AFIRMAR-SE opondo-se a tudo. É a idade do "diga você, que eu me oponho", da obstinação, das brigas e da oposição sistemática.
Esta idade se caracteriza, portanto, pelo negativismo e a obstinação. Produz um fortalecimento do Eu infantil que leva a criança a tentar afiançar sua personalidade frente aos adulto, suas leis e suas ordens.

Uma criança nesta idade desfruta "experimentando" a autoridade de seus pais e comprovando se seus desejos podem mais que os de mamãe e papai.

A criança há de passar por esta etapa de oposição. Até necessita dela para crescer. Convém deixar passar a tormenta sem dar-lhe muita importância, mas acompanhar passo a passo....

Outras crianças desobedecem para CHAMAR A ATENÇÃO. Quando uma criança, pelo motivo que for, se sente pouco atendida ou pouco querida é possível que se mostre desobediente para assim reclamar a atenção de seus pais ou professores.

Por exemplo, quando os pais estão muito ocupados, quando dedicam pouco tempo aos filhos, a desobediência é, muitas vezes, a única arma que a criança dispõe para que seus pais lhe prestem atenção. Freqüentemente descobrem que a única forma para que Mamãe ou Papai lhes preste atenção é brigando ou portando-se mal.

Por exemplo, se você trabalha muito e passa pouco tempo em casa é provável que seu filho reaja ante sua ausência mostrando-se difícil. É sua forma de atrair sua atenção, de dizer-lhe "aqui estou, dê-me importância". Se você se mostra amável e compreensivo então ele logo recuperará sua conduta habitual.

Também, se os pais têm viajado muito e deixam seus filhos aos cuidados de outras pessoas, é provável que tenham observado que, quando voltam, as crianças inconscientemente se "vingam" mostrando-se desobedientes e inclusive às vezes portando-se mal.

A criança que sente CIÚMES ou INVEJA de seus irmãos pode reagir do mesmo modo mediante conduta negativa se descobre que, com estas, pode converter-se no centro de atenção. 

Além disso, quando uma criança NÃO SE SENTE SUFICIENTEMENTE ACEITA pode reagir mediante comportamentos indiscriminados.

Também devemos ter em conta que as crianças incomodam quando ESTÃO ABORRECIDAS. Se não lhes oferecemos estímulos suficientes elas reagirão mediante condutas inadequadas.

Não é tarefa fácil lidar com crianças desobedientes. Por isso, é comum que os pais percam o controle e a paciência na tentativa de melhorar o mau comportamento dos filhos.

Você deve tomar cuidado também com as ameaças não cumpridas, pois geram ansiedade e falta de confiança, sendo que a criança volta a repetir o mal comportamento já que não tem nenhuma conseqüência ruim em sua atitude.

Já o excesso de permissividade pode ocasionar problemas futuros na vida da criança, pois não conseguirá adquirir consciência dos limites frente à vida, sem parâmetros do “certo e errado”, podendo sofrer diante da realidade mais tarde.

Acredito que uma boa alternativa para punir a criança no momento que teve algum comportamento impróprio, seja tirar algo que ela goste muito temporariamente explicando de forma clara, sincera e firme o motivo da sua atitude.

Provavelmente ela irá protestar, mas se houver uma relação de confiança entre você e seu filho, esta acabará compreendendo a sua atitude e, já vai saber o que ocorrerá caso repita o comportamento.

Os limites são imprescindíveis.... Limites são barreiras, regras da casa. Elas são estipuladas pelos pais ao longo do seu crescimento. Sim, pelos pais. Tem que haver acordo. Não é um dizer uma coisa e o outro, dizer outra coisa...

Sem limites e regras será desenvolvido um comportamento rebelde. É igualmente importante equilibrar essas regras fazendo elogios quando os filhos mostram um comportamento positivo. Devem aprender desde cedo sobre cidadania e boa educação, respeitando as outras pessoas, o meio ambiente, aprender a ter responsabilidade com suas tarefas.

Tudo isso faz parte do processo de um crescimento mais sadio da criança, ajudando-o a transformar-se em um adulto mais consciente da realidade e pronto de forma a compreender que é preciso respeitar os deveres e direitos das outras pessoas.

A criança precisa aprender esses valores desde cedo, pois vai tomando consciência do mundo em que vive e percebendo que seus bons comportamentos e boas atitudes refletem boas respostas do mundo que a cerca.


Bom, é lógico que nem tudo corre perfeitamente e como estão num processo de aprendizagem vão cometer muitos erros, mas o importante é que consigam reconhecer erros e acertos neste longo caminho.
Nossa sociedade hoje é repleta de jovens que cometem infrações e crimes indiscriminadamente, pois não tiveram a noção de limites. Acham que podem fazer tudo sem nenhum tipo de punição, prejudicando a si e a outros.

Na orientação quanto a disciplina de nossas crianças não deve haver nem o radicalismo que exige da criança o comportamento perfeito e nem a falta dos valores básicos para a formação da personalidade e isto inclui o respeito como valor primordial.

A educação de nossos filhos deve ser embasada numa relação criança-adulto de compreensão, carinho, amor atenção e sinceridade. São critérios que auxiliam na formação da personalidade e do caráter de forma.

Mas o mais importante de tudo isso, é a oração. Pedir sabedoria, discernimento a Deus, todos os dias...

domingo, 1 de fevereiro de 2015

UMA ORAÇÃO DE CONCORDÂNCIA

1. O que é uma conversação?
Na conversação, conhecemos melhor a outra pessoa. A boa conversação implica em alternância de fala. Se apenas uma pessoa fala, é um monólogo e, não, um diálogo.Numa boa conversação, todos se concentram sobre o mesmo assunto.

2. O que é concordar em oração?
Oração de concordância é a oração dirigida pelo Espírito Santo. O Espírito Santo dentro de nós, se move em nossos corações, inicia nossos pedidos e nos ensina como orar. Portanto, o foco está em Deus. Não na aprovação ou desaprovação dos outros.

3. Uma oração de concordância se concentra num ó assunto, um só tema de cada vez.
Se determinada mãe começa a orar sobre um assunto específico, as outras mães precisam estar bem concentradas naquele pedido que ela fez. As outras mães precisam “ouvir” o coração dela. Então, quando ela terminar de orar, outras mães poderão se sentir livres para, também, orar sobre o mesmo assunto. Qualquer mãe pode orar mais de uma vez sobre o mesmo assunto, se o Espírito Santo assim a dirigir. Depois que aquele assunto específico tiver sido vencido, o Espírito Santo vai motivar outra mãe a orar por um novo tema.

4. A oração de concordância é breve, honesta e direta ao ponto.
A oração deve feita em poucas frases.

Lembre-se! Na boa conversação devemos permitir que outras pessoas tenham chance de se expressarem também. Não é necessário obedecer rigidamente a ordem de arrumação do grupo de pessoas que estão orando.

5. Oração de concordância é feita em linguagem coloquial, simples.
Dirija-se ao Senhor com a simplicidade de uma criança conversando com seu pai. Quanto mais natural a oração, mais Deus se fará pessoal para você.

6. Por que orar em conjunto? Deus promete que estará com você.
“Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” (Mt 18.20) (RC)

7. Fardos compartilhados se tornam mais leves.
“Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo.” (Gl 6.2) (RC)

8. Quando há acordo sobre o que pedir a Deus, não há margem para dúvida ou hesitação.
“Ainda vos digo mais que se dois de vós sobre a terra concordarem em pedir alguma coisa, ser-lhes-á feita por meu Pai que está nos céus.” (Mt 18.19) (TB)

9. Quando oramos com outras mães, a confiança mútua se desenvolve e nós nos tornamos mais transparentes em nossas orações. O orar em grupo irá promoverá a mútua edificação na fé.
“Portanto, animem e ajudem uns aos outros, como vocês têm feito até agora.” (ITs 5.11) (NTLH)

10. Tornamo-nos mais ousadas em nossos pedidos.
“Cheguemo-nos, portanto, com confiança ao trono da graça, para que recebamos misericórdia e achemos graça, a fim de sermos socorridos em tempo oportuno.” (Hb 4.16) (TB)

11. "Estar unida e em em unidade na concordância produzirá um exército forte como uma corda; um exército que não pode ser desfeito, nem dividido em sua determinação de vencer o diabo. Essa mesma unidade construirá um muro que fará frente ao trabalho do diabo.”

“É melhor haver dois do que um, porque duas pessoas trabalhando juntas podem ganhar muito mais. Se uma delas cai, a outra a ajuda a se levantar. Mas, se alguém está sozinho e cai, fica em má situação porque não tem ninguém que o ajude a se levantar. Se faz frio, dois podem dormir juntos e se esquentar; mas um sozinho, como é que vai se esquentar? Dois homens podem resistir a um ataque que derrotaria um deles se estivesse sozinho. Uma corda de três cordões é difícil de arrebentar.” (Ec 4.9-12 (NTLH)

Cremos no poder da oração! A nossa arma é a oração!


Mães Unidas em Oração, filhos protegidos.
Todo filho precisa de uma mãe que ora.
Você já orou pelo seu filho hoje?

www.maesunidasemoracao.org
contato@maesunidasemoracao.org

TV BRASIL Reencontro - TV Brasil - 31/01/2015

Esta é a gravação do Programa REENCONTRO que foi ao ar, hoje, dia 31/01/2015, às 8h, na TV Brasil.
Agradecemos a toda a diretoria do Programa REENCONTRO pelo apoio incondicional ao Ministério Internacional Mães Unidas em Oração!

A Deus seja dada toda Honra, toda Glória e todo Louvor...


O programa REENCONTRO vai ao ar todos os sábados, 8h na TV BRASIL.
Como sintonizar:
Rio de Janeiro (Canais abertos 2 - 32 e 41);
Brasília (2 e 15);
São Paulo (62 e 63);
São Luiz(2);
Cabo Frio (44);
Campos (47);
Macaé(9);
Belo Horizonte (65);
Juiz de Fora (51);
Tabatinga-AM(19);
Porto Alegre(65).


Educativas Locais que também retransmitem o Sinal da TV Brasil:
TVE Acre;
TV Cultura do Amazonas;
TVE Alagoas;
TVE Bahia;
TV Ceará;
TV Espírito Santo;
TV UFG/Goiás;
Rede Minas/Canal 9;
TVBrasil Pantanal;
TVU Mato Grosso;
TV Cultura Pará;
TV U da Paraíba;
TV U de Pernambuco;
TV Pernambuco;
TV Antares/PI;
TV U RGNorte;
TV U de Roraima;
TV Aperipê/Sergipe;
Rede SAT Tocantins(Ch 13)


E, em todas as TVs por Assinaturas: SKY, OI, VIVO, CLARO, NET, GVT, etc...



NADA...ABSOLUTAMENTE NADA RESISTE AO PODER DA ORAÇÃO!


"Sou esposa de pastor. Tenho três filhos. Um na idade de 14 anos, uma filha, com 17 anos e outra filha com 23 anos. Todos criados na igreja. 

Minha filha de 17 anos estava terminando o Ensino Médio. Sempre foi muito responsável e meiga, mas de uma hora para outra percebi que estava ficando muito estranha. Estava me dando umas respostas atravessadas.  Por mais que tentássemos conversar com ela, não adiantava. Ela não se abria. Fazíamos de tudo para encontrar uma maneira para chegar até ela, mas não adiantava. Cada dia que se passava estava mais distante e estranha.  Ia sempre conosco para igreja, mas, cada dia que passava estava mais e mais diferente... Perguntei aos irmãos, se eles sabiam de alguma coisa, mas eles também não tinham respostas... 

Conversava com meu esposo sobre a situação, mas nada do que fazíamos estava dando certo. Sempre procuramos ser amigos de nossos filhos. Não estávamos sabendo como lidar com a situação. 

Num sábado, assistindo o programa Reencontro, do saudoso Pr. Nilson Fanini, ouvi sobre Mães Unidas em Oração. A irmã Jane Esther mostrou um Livro: Todo Filho Precisa de Uma Mãe Que Ora. Falou sobre os Quatro Passos Para Oração e, sobre o Poder da Palavra de Deus na vida de nossos filhos... Foi algo tão forte que eu fique trêmula e, imediatamente, gravei o nome do Ministério. Foi tudo muito rápido que não tive tempo de mais nada... Procurei o Livro citado por ela na internet  e comprei. Em uma semana tinha lido todo o livro.  

Fiquei impressionada com o agir de Deus na vida de Fern Nichols e que Ele poderia também agir na minha vida. No site do Ministério tinha o telefone. Entrei em contato e, quem me atendeu foi exatamente a irmã Jane Esther. Eu conversei um pouco, e disse que precisava de um encontro com ela. Marcamos para quarta-feira, seguinte.

Quando nos encontramos, às 10h ela me recebeu com muita atenção. Era a primeira vez que via a irmã Jane Esther, pessoalmente. Senti uma paz, uma alegria, um conforto tão grande vindo dela... Estava com o coração tão apertado que comecei a chorar... Ela me levou para um local mais reservado e começou a ouvir tudo o que eu falava. Disse que minha filha estava muito diferente, mas não sabia o que era, pois ela não falava. Sempre foi uma menina ótima. Não estava entendendo o que estava acontecendo. 

Em determinado momento ela disse: “- Nada, absolutamente nada, resiste ao Poder da Oração. Toda mãe que ora com fé, Deus age!” Ela disse mais: “-Tem hora que precisamos agir, mas tem hora que é Deus quem age. Ele entra com providências. Devemos pedir a Ele uma orientação, uma luz!” Esta é uma delas, vamos orar.”. 

Começamos a orar por minha filha ali mesmo... Foi muito forte! Foi profundo. Ela recitou Lamentações 2:19.  

Irmã Jane Esther me perguntou se minha filha estava namorando. Eu disse que não, pois senão eu saberia.  

Ela disse: - Fique atenta... Pelo que você narrou sua filha pode, sim estar envolvida com alguma coisa que ela sabe que esta errado, mas não tem coragem de falar para vocês!

 A irmã Jane me perguntou se eu conhecia os colegas dela da escola. Eu disse que sim... Inclusive que frequentava nossa casa...

Após conversarmos mais um pouco e me sentir bem tranquila, pedi as informações para fazer parte do Ministério, o que ela me explicou com atenção. Preenchi ali mesmo minha Ficha de Matrícula e Cadastro dos Filhos e Escolas. Fui para casa.

A palavra da irmã Jane Esther ficou em meu coração. Eu pensei: - Será que minha filha está namorando e eu não sei? Será que ela está escondendo alguma coisa da gente? Mas, por qual motivo?

Chegando em casa conversei com meu esposo.  Pedi a Deus que me orientasse. Na sexta-feira, em torno das 16h minha filha pediu para sair, pois tinha um encontro com uma colega da escola no Shopping, que ficava perto de nossa casa. Eu sabia quem era a colega. Eu disse a ela que ficasse até 18h, pois tínhamos um compromisso às 20h. 

Na hora que ela saiu eu senti algo diferente e fui atrás dela. Ela não percebeu que eu a estava seguindo. Foi então vi quando ela encontrou com um rapaz e eles se beijaram. Eu não conhecia! Ele estava fumando e deu o cigarro para ela!

Na hora que vi a cena, queria ir buscá-la e voltar com ela para casa, mas me controlei. Voltei para casa.  

As palavras da irmã Jane Esther não saiam da minha cabeça...  Eu não acreditava no que estava acontecendo. Não falei nada com ninguém... Foram duas longas horas. Tão logo ela voltou nos preparamos para sair...

Naquela noite, compartilhei com meu esposo o ocorrido. Ele ficou muito preocupado. Clamei ao Senhor para me orientar. No dia seguinte, pela manhã tivemos uma reunião na igreja. Aproveitei e falei com duas mães sobre o Ministério. Ambas sentiram no coração o desejo de orar por seus filhos e escolas. Marcamos para a segunda feira, nossa primeira reunião em minha casa. 

Bem, quando voltamos para casa, eu e meu esposo fomos conversar com nossa filha. Ela ficou extremamente arredia e disse que estava apaixonada pelo Alberto (nome do rapaz). Perguntamos se ela estava envolvida com drogas. Ela disse que só estava dando uns tragos e umas cheiradas e que não era nada demais... Fiquei perplexa. Proibimos ela de se encontrar com o rapaz. Ela disse que se proibíssemos ela fugiria com ele... 

Naquele momento eu pensei: Esta não é minha filha.

Pedi calma a meu esposo...  Ficamos monitorando ela de longe, sem gerar tantos problemas.

Na segunda, na hora da intercessão, coloquei o nome de minha filha em oração e, novamente lembrei-me do que a irmã Jane Esther disse.

Procuramos gerenciar a situação sem confronto. Eu clamava a Deus, tanto na oração individual quando nas orações do me grupo de Mães Unidas em Oração, que Ele ajudasse.
Durante cinco meses, sofremos amargamente.  Durante todos os dias e durante nossas reuniões semanais do grupo de Mães Unidas em oração, em minha casa, clamávamos por ela. Ela estava agindo cada dia pior.  Ela sabia de nossa tristeza.
  
Num determinado dia, ela chegou em casa e nos disse que iria embora. Estava esperando completar 18 anos para ser independente. Queria viver com o namorado. Faltava apenas 12 dias para ela completar 18 anos. 

Ficamos sabendo que a polícia deu uma blitz na casa do Alberto e achou várias barras de maconha e cocaína. Ele tentou fugir, mas foi ferido e estava muito mal no hospital. Foi preso por uso e por trafico de drogas. 

Foi naquele momento, através da noticia e do choque, que ela acordou do pesadelo. Viu onde estava metida e as consequências que iria sofrer se a policia a encontrasse junto dele.

Graças à oração e a ação direta de Deus, o quadro mudou. Alberto foi condenado por 12 anos em regime fechado por uso de drogas e associação ao tráfico de drogas. Foi transferido para uma cadeia no interior de São Paulo.

Bem, depois de dias querendo vê-lo e sem êxito, minha filha voltou para a vida. Muitos momentos de sofrimento em seu coração!

Em uma tarde de sábado, ela chegou para mim e disse: - Mãe muito obrigada por você não ter desistido de mim! Como chorei de alegria...

Minha filha terminou o Ensino Médio. Fez o vestibular para Direito. Atualmente ela está cursando o segundo período.
  
Em nosso grupo de Mães Unidas em Oração, continuamos orando a Deus por ela...”. Deus seja louvado!


L.T.Albuquerque – Líder de Grupo de Mães Unidas em Oração, Belo Horizonte, MG.
 (Testemunho usado com permissão da mãe)


EDJANE ALVES DO PRADO MENDONÇA - COORDENADORA DE MÃES UNIDAS EM ORAÇÃO NA REGIÃO NORDESTE

A DEUS TODA HONRA E TODA GLÓRIA!


Vamos dar as boas vindas a Edjane Alves do Prado Mendonça, Coordenadora de Mães Unidas em Oração - Região Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe).

Edjane é casada com Manuel Francisco de Mendonça Neto e tem 2 filhos: Pedro Henrique Padro Mendonça (19 anos) e Tercília Tayná Prado Mendonça (18 anos).

Vamos pedir a Deus que continue usando Edjane e, que a coloque unção sobre sua vida para que nenhuma tempestade, nenhuma ação do inimigo possa esmorecer o desejo dela em servir...

Deus está levantando mães que são diamante e estão sendo lapidadas para se tornarem brilhantes nas mãos de Deus. Vamos orar para que Deus levante mais mães com este desejo no coração... As lutas são imensa, mas a vitória é certa!


Coordenação da Região Nordeste: crmordeste@maesunidasemoracao.org


A Direção!

CALENDÁRIO NACIONAL DE ORAÇÃO - FEVEREIRO DE 2015

Prezada Mãe Unida em Oração,

A Paz do Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

Segue o Calendário Nacional de oração - Fevereiro de 2015

No Momento "A SÓS COM DEUS", a Mãe Unida em Oração escolhe o tempo e local apropriados e ora de 3 a 7 minutos pelo filho, pela escola e pelo pedido do dia que está Calendário Nacional de Oração.

O Calendário não substitui a hora semanal dos Grupos.

Mãe Unida em Oração é apenas instrumento nas mãos de Deus. Quem é digno de toda honra e de toda Glória é o Senhor Jesus Cristo! É Ele quem guerreia "com" e "através" de nós! (Efésios 6: 10-20). Somos apenas servas!

O Ministério Internacional Mães Unidas em Oração / Moms In Prayer foi criado por Fern Nichols, em 1984, no Canadá!
Não é um movimento ou projeto de mulheres.
Não faz parte de nenhuma denominação. É inter e supradenominacional.
Não pode estar vinculado a nenhum grupo político de qualquer natureza.
É um Ministério de Oração de mãe para mãe (biológicas, adotantes ou espiritual).
É um Ministério voluntário de Oração!
É Deus quem toca no coração da mãe para participar.
A mãe assume perante Deus o compromisso de orar pelos filhos e Escolas.
Em 30 anos estamos em 146 países. Em todos os países são mães que coordenam.
É um Ministério tremendo de Oração pelos filhos e Escolas.
O Livro: Todo Filho Precisa de Uma Mãe Que Ora, é um Best Seller mundial.
O Livreto: Mães Unidas em Oração, com as orientações sobre os Quatro Passos Pra Oração para as nossas reuniões em Grupos está traduzido em 55 idiomas, inclusive para o Braille. 


Somente Deus para fazer isso! Glórias ao nome d'Ele!

Deus abençoe a todas!

Jane Esther de Paula Rosa
Coordenadora Nacional